quinta-feira, 21 de janeiro de 2021


Benfica 1 - 2 Braga: Ingrato!

Darwin voltou a acertar no poste da baliza
Darwin voltou a acertar no poste da baliza

A meia-final da Taça da Liga 2020/21 colocou frente a frente o Benfica e o Sporting de Braga num jogo disputado no Estádio Dr. Magalhães Pessoa em Leiria. Os bracarenses são cada vez de forma mais afirmativa um clube que procura colar-se aos chamados grandes, sendo o atual detentor do troféu. Para o Benfica era importante o regresso às vitórias numa prova que dominou claramente nos seus primeiros anos, mas onde tem vacilado nas últimas temporadas.
Um forte surto de Covid-19 deixou o treinador do Benfica sem qualquer um dos elementos que compôs a defesa no último jogo no Dragão. Dessa forma foi necessário recorrer a João Ferreira para a lateral direita e adaptar Franco Cervi no lado contrário. Já nos centrais optou por Jardel e Todibo, dupla que havia defrontado o Amadora para a Taça de Portugal. Também ao nível da equipa técnica foi uma verdadeira hecatombe com Jorge Jesus a ser o único resistente à vaga de infeções, tendo dessa forma de recorrer a elementos da equipa B.

Benfica vs Braga - Taça da Liga 2020/21
Odysseas, Ferro, Samaris, Gabriel, Chiquinho, Everton, Pedrinho, Ferreyra e Gonçalo Ramos

Momento | Positivo | Negativo

O momento em que o Benfica nos escolhe
Surto: O momento deste jogo é claramente o momento em que surge um surto de Covid-19 que abala toda a estrutura do clube sem dó nem piedade.
Prémio Pablo Aimar
Responsabilidade: É um orgulho a forma como o Benfica tem gerido as questões do Covid-19. Testando além do exigido, sem aldrabices, deixando as decisões para quem de direito, cumprindo-as sem criar ruído ou alarmismo e colocando a saúde dos seus e dos adversários à frente de tudo o resto.
Prémio Bruno Cortez
Derrota: Sempre que perdemos um dos objetivos da temporada é um dia negativo na história do Benfica. Desta vez não foi diferente.

Pizzi ainda se lembrava de como marcar um penálti
Pizzi ainda se lembrava de como marcar um penálti

#naomefodas mode on
  • Quanto ao jogo dentro das quatro linhas houve equilíbrio, com momentos de domínio repartidos e com oportunidades para ambos os lados. As estatísticas demonstram que o Benfica teve alguma superioridade, mas na estatística que conta o Braga levou a melhor.
  • Vivemos tempos muito complicados. A manutenção em atividade do desporto profissional foi numa lógica de que todos iriam ser infetados e se atingiria a imunidade de grupo no meio. Com tanto contacto é impossível pensar doutra forma. Está em causa a sobrevivência do negócio e todos terão assumido o risco. Assim sendo, e como não vejo os sindicatos de jogadores ou de treinadores a manifestarem-se em sentido contrário, siga o circo...
  • Serve isto para dizer que concordo com a realização do jogo já que são as regras definidas foram aceites por todos. Apenas chamo a atenção para casos análogos, ou menos graves, em que os jogos foram adiados. É quase como comparar a entrada do Benfica em campo nos Açores, com os adiamentos por causa do vento e do gelo que se viram nos dias seguintes.
  • Aceito perante as regras estipuladas pela indústria do futebol, mas não me repugnaria, até acho que deveria acontecer, que perante a situação dramática que o país vive as entidades superiores suspendam toda a atividade desportiva, para não haver sinais contraditórios para a população.
  • Fomos a jogo mas não há como fugir ao contexto. Esta doença mata, e quando não o faz, em muitos casos deixa sequelas permanentes. Imaginem o ambiente no clube perante este surto. Não são "apenas" os sete atletas, é o presidente, são os membros da equipe técnica, os dirigentes, os fisioterapeutas. Muitos deles já em idades onde o vírus pode ser bem complicado. Nem consigo imaginar o ambiente no estágio, já nem vou à questão dos treinos. Falamos de seres humanos e não de robôs.
  • Neste cenário só tenho que elogiar, e agradecer, todo o grupo de trabalho que deu a cara pelo Benfica em Leiria. Ir a jogo nestas circunstâncias e dar a resposta que deram demonstra um profissionalismo inquestionável. É de realçar ver um treinador com mais de setenta anos com a coragem e determinação para continuar a liderar o barco no meio deste vendaval. Talvez por já ter uns aninhos tenha tenha esta visão das coisas. No lugar dele metia-me no quentinho da cama.
  • Seja como for há que minimizar estragos nesta fase exigente e com muito em jogo. Assim aconteça e o Benfica fica com quase todo o plantel, por via da imunização adquirida, mais protegido para o que resta da temporada. Às vezes há males que vêm por bem.
  • Com a eliminação da Taça da Liga na segunda-feira temos o regresso da Liga NOS frente ao Nacional da Madeira. Carrega Benfica!!!
#naomefodas mode off

Abraço

Espreite também: