sexta-feira, 31 de janeiro de 2020


Benfica 3 - 2 Belenenses: Brincar com o fogo!

Taarabt estreou-se a marcar pelo Benfica
Taarabt estreou-se a marcar
A 19ª jornada da Liga NOS trouxe ao Estádio da Luz a formação do Belenenses, B-SAD ou Codecity para defrontar o Benfica, líder do campeonato. O Belenenses foi uma das duas equipas que conseguiram evitar a derrota frente ao Benfica no legado de Bruno Lage em jogos do principal escalão do futebol português. O empate registado na última temporada é um bom alerta para que os níveis de concentração estejam no limite de forma a garantir os três pontos e alargar a vantagem no topo da classificação.
Bruno Lage praticamente não mexeu na equipa que venceu em Paços de Ferreira limitando-se a rodar o parceiro de Weigl no meio campo, com Taarabt a jogar no lugar de Gabriel. Dado o facto de André Almeida estar à "bica" em termos de cartões amarelos poderia esperar-se a titularidade de Tomás Tavares, mas tal acabou por não acontecer. Paradoxalmente tal só reforça a confiança que Bruno Lage tem no jovem lateral, já que não demonstrou qualquer receio em ter que jogar com ele no clássico caso André Almeida visse o cartão amarelo.


Benfica vs Belenenses - Liga NOS 2019/20
Zlobin, Tomás Tavares, Jardel, Gabriel (80'), Jota, Chiquinho (65') e Seferovic (89')

Momento | Positivo | Negativo

O momento em que o Benfica nos escolhe
Golo de Chiquinho: Recolocou a diferença de dois golos no marcador numa altura em que os fantasmas do jogo de ano passado pairavam na Luz Acabou por ser fundamental para  vitória.
Prémio Pablo Aimar
Taarabt: Teve a primeira arrancada a sério do jogo que culminou com o golo do Vinícius que marcou na recarga ao seu próprio cabeceamento à barra. Marcou o segundo da partida e seu primeiro ao serviço do Benfica com um remate imparável.
Prémio Bruno Cortez
Assistência: Muito despidas as bancadas da Luz numa altura em que é importante dar uma imagem de força e embalar a onda vermelha.

Chiquinho entrou e faturou e meditou
Chiquinho entrou, faturou e meditou

Bitaites do terceiro anel:
  • Já semana passada deixamos de jogar a meia hora do fim do jogo. Desta vez foi mais cedo, colocando em risco uma vantagem construída na primeira parte. A dificuldade da equipa em controlar o jogo com bola é uma das lacunas que Bruno Lage não tem conseguido colmatar.
  • Por falar em Bruno Lage, já chateia ter que bater na tecla das substituições tardias, mas são factos. Se não houvesse gente de valor no banco ainda compreendia. A gestão física da equipa e psicológica de quem está no banco não é compatível com substituições aos 89 minutos.
  • Um bom exemplo de alguém que já deveria ter sido substituído foi Rafa. Com o desgaste que apresentava teve um conjunto de más decisões nos últimos minutos que poderiam ter custado muito caro.
  • Apesar de achar que o Rafa não fez penálti, pedi a todos os anjinhos para que o VAR confirmasse a decisão. Se não o fizesse ia ser um tal choradinho que haveria cheias por todo o país.
  • Foi a 16ª vitória consecutiva. Estatisticamente a cada nova vitória ficamos mais perto de um desaire, por isso há que pôr cada vez mais empenho e dedicação no trabalho para manter a onda vitoriosa.
  • Tenho que confessar que cheguei a temer voltar a ver as redes sociais inundadas por mais uma foto dos jogadores do Belenenses no balneário a festejar um empate como se da conquista da Liga dos Campeões se tratasse. Assim sendo o jackpot continua a acumular.
  • Temos agora um jogo fundamental. A receção ao Famalicão é para levar a sério e procurar garantir um resultado que dê alguma margem de segurança para a segunda volta.
Abraço

Fecho do mercado de Inverno 2019/20 em directo

Benfica - Mercado de transferências

Atualização automática

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020


News Benfica: Todos à Luz

Reprodução da rubrica "News Benfica" publicada no Site Oficial

Blogue Benfica - News Benfica do site oficial do clube

"É já amanhã, sexta-feira, às 19h00, que receberemos o Belenenses SAD em mais uma partida a contar para a Liga NOS. O objetivo, comum a qualquer jogo que o Benfica dispute na competição, é somar mais três pontos e, no mínimo, manter a distância pontual para o segundo classificado.
O nosso adversário ocupa a 15.ª posição, em igualdade pontual com o Moreirense, mas já se sabe que não há jogos fáceis, à partida, no Campeonato. Basta relembrar que a vitória na Luz mais complicada na presente temporada deu-se ante o último classificado, o Aves.
Será, portanto, fundamental que a nossa equipa apresente os seus habituais níveis de concentração, empenho e competência para levar de vencida mais um adversário. O percurso quase incólume nas 18 jornadas realizadas, em que a nossa equipa alcançou 17 triunfos, foi possível porque, além da qualidade individual e coletiva apresentadas, cada jogo foi encarado como se tratasse de uma final. Mais do que olharmos para a classificação, devemos estar conscientes de que ainda nos faltam 14 vitórias para o tão ambicionado 38.
Essencial será igualmente o Estádio cheio e vibrante no apoio aos nossos jogadores, aliás, como é costume. Sabemos que o dia e o horário do jogo poderão não ser os mais convidativos, mas já é sobejamente conhecido o papel inalienável dos benfiquistas enquanto 12.º jogadores. Um por todos, todos #PeloBenfica!
Compete-nos ainda deixar uma palavra a Fejsa, um grande campeão e figura de proa no sucesso recente do Clube, cujo empréstimo ao Alavés, até final da temporada, foi anunciado ontem.
Fez 169 jogos em competições oficiais pelo Benfica desde que chegou ao nosso país, contratado ao Olimpiacos. O seu contributo inexcedível para tantos títulos conquistados pelo Clube ao longo do período em que nos representou merece todo o nosso apreço e admiração.
Nas seis temporadas e meia de águia ao peito, foi campeão nacional cinco vezes (só 41 jogadores o foram pelo Benfica pelo menos cinco vezes e é um dos únicos cinco futebolistas, em toda a história do Clube, que se sagraram Tetracampeões – André Almeida, Fejsa, Jardel, Luisão e Salvio), além de ter contribuído para a conquista de duas Taças de Portugal, três Taças da Liga e duas Supertaças. Naturalmente que fará também parte dos títulos que venhamos a conquistar esta temporada.
A Fejsa devemos respeito, agradecimento e reconhecimento, desejamos muita sorte e dizemos até já. O Benfica será sempre a sua casa!"

Abraço

domingo, 26 de janeiro de 2020


Paços Ferreira 0 - 2 Benfica: Maturidade!

Vinícius regressou aos golos ao serviço do Benfica
Vinícius regressou aos golos
O início da segunda volta da Liga NOS marcou o regresso do Benfica ao norte para defrontar a equipa do Paços de Ferreira no estádio Capital do Móvel. Os pacenses estão atualmente na parte baixa da tabela, mas têm vindo a recuperar desde a chegada de Pepa e reforçaram-se com bons valores neste mercado de inverno. Após uma jornada em que o Benfica alargou a distância para o segundo classificado, mesmo tendo jogado a casa do velho rival, exigia-se foco total para ultrapassar um adversário que tradicionalmente cria dificuldades no seu terreno.
Bruno Lage apostou mais uma vez na continuidade apresentando praticamente a mesma equipa que venceu em Alvalade. A única alteração foi a entrada de Rafa para o lugar de Chiquinho que tem atravessado uma fase de menor fulgor. Registo para a continuidade da dupla formada por Weigl e Gabriel no centro o meio campo.


Paços Ferreira vs Benfica - Liga NOS 2019/20
Zlobin, Tomás Tavares, Jardel, Taarabt (76'), Jota (89'), Chiquinho e Seferovic (80')

Momento | Positivo | Negativo

O momento em que o Benfica nos escolhe
Minuto 24: Odysseas a negar o golo ao Paços com uma grande defesa para canto. Se os castores se adiantam no marcador o jogo tornava-se ainda mais complicado.
Prémio Pablo Aimar
Weigl: O alemão já parece que esta cá há muitos anos. Autêntico farol no meio campo benfiquista, sempre a dar a linha de passe que a equipa precisa. Começa a soltar-se mais em termos ofensivos, como no passe para o golo invalidado a Vinícius.
Prémio Bruno Cortez
Árbitros do Porto: Já por várias vezes brinquei aqui com a quantidade inenarrável de nomeações de árbitros desta associação para jogos do Benfica. Já não é caso para brincadeiras, já é uma afronta deliberada e alguém tem que pôr um travão a esta roda livre.

Rafa voltou a ter influência no resultado do Benfica
Rafa voltou a ter influência no resultado

Bitaites do terceiro anel:
  • Excelente primeira parte do Benfica em Paços de Ferreira que merecia um resultado mais confortável ao intervalo. A equipa apresenta uma maturidade e um controlo emocional que somada à qualidade dos intérpretes faz acreditar que a qualquer momento o golo pode aparecer. Apareceu já perto do intervalo, mas muito por mérito do guarda-redes do Paços.
  • Se na primeira foi a acabar, na segunda foi logo a abrir, deixando o resultado muito bem encaminhado. Bem encaminhado não é sinónimo de fechado. Não podemos deixar de jogar praticamente a meia hora do fim do jogo, principalmente quando do "outro lado" andam a jogar as fichas todas. Se houvesse jogo a meio da semana ainda se compreendia o levantar do pé.
  • Estes jogos contra equipas do fundo da tabela que surgem na sequência de fins de semana como o passado, que teve vitória no dérbi e alargar de vantagem na classificação são sempre perigosos. Muito bem a preparação mental para o jogo.
  • Foram várias as vezes em que faltou Rafa na área sempre que Vinícius descaiu para a esquerda. Aparte isso voltou a mostrar frieza na concretização e assistiu Vinícius com precisão para o segundo golo.
  • Acho que os defesas adversários devem começar a levar para o campo um bloqueador de rodas da EMEL para imobilizarem o Vinícius. Assim não precisavam de andar o jogo todo encavalitados no potente brasileiro.
  • Por três. Quando o VAR estava a analisar o golo do Pizzi disse que iam colocar a linha com um centímetro em fora de jogo. Foram quatro, errei por pouco.
  • Não é novidade para quem se habituou a vê-lo nos pavilhões da Luz a acompanhar as modalidades. Ver o André Horta em Paços de Ferreira a assistir ao jogo do Benfica como um comum adepto faz-nos pensar que isto é tudo mais simples do que parece. Infelizmente os "odiadores" vão aparecer em massa.
Abraço

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020


Formação @SLBenfica: Rafael Brito

Blog Benfica Rafael Brito Formação

Um "seis" muito completo

Rafael Brito, que acabou de completar 18 anos, leva já 10 anos consecutivos em representação do Benfica, único emblema que envergou na sua ainda curta carreira. A ligação ao clube vem já da longínqua época de 2010/11 quando ingressou no escalão Sub-9 benfiquista. Ao longo desta década conquistou por duas vezes o campeonato nacional de Iniciados e repetiu a dose no escalão de Juvenis onde também se sagrou bicampeão nacional. Aos títulos nacionais adiciona ainda três campeonatos regionais na Associação de Futebol de Lisboa.
Fruto do seu trabalho, mas numa espécie de presente de aniversário, Rafael Brito renovou recentemente o contrato profissional com o Benfica até 2024, prova da confiança do clube no seu potencial. Sendo ainda júnior de 1º ano, esta temporada tem desenvolvido o seu trabalho maioritariamente na equipa B, embora já tenha representado os Sub-23 no campeonato nacional e na Premier League International Cup.  Tem sido também presença assídua na equipa de juniores que disputa a UEFA Youth League.

"Tenho-me desenvolvido na Equipa B, com os meus colegas, e também na Youth League. A minha expectativa é dar sequência à boa época, fazer o máximo número de jogos possível para me desenvolver enquanto jogador. Onde tiver de jogar, jogo"

O jovem médio do Benfica é uma habitual presença nas seleções, contando já com 25 internacionalizações divididas pelos escalões de Sub-15, Sub-16, Sub-17 e Sub-19. Ao serviço das seleções nacionais totaliza mais de 1700 minutos que lhe proporcionam já uma experiência considerável ao mais alto nível.
Blog Benfica Rafael Brito Formação
Rafael Brito soma já várias internacionalizações
Internacionalizações:
Sub 15: 1
Sub 16: 6
Sub 17: 14
Sub 19: 4

O primeiro a destruir, o primeiro a criar

Ao longo do seu processo formativo Rafael Brito já passou por todas as posições de carácter mais defensivo que se podem ocupar. Já foi lateral esquerdo e direito, já foi defesa central e já foi médio defensivo. Dos primeiros jogos que acompanhei dele jogava primordialmente a lateral esquerdo e central e, muito sinceramente, na altura não lhe vislumbrava grande futuro.
Quando passou a jogar como médio mais recuado adquiriu uma dimensão que surpreendeu muito pela positiva. Tornou-se um médio defensivo com um raio de ação de grande amplitude, fazendo uso da sua passada larga e boa leitura de jogo para criar equilíbrios defensivos e desequilibrar com a propósito na transição ofensiva. A facilidade que tem de colocar a bola à distância com precisão também é importante na fase de criação, com variações do centro de jogo criteriosas.

"Esta renovação de contrato significa muito para mim, é a concretização de mais um objetivo que defini quando ainda era criança. Hoje, com 18 anos, posso dizer que estou mais completo, muito feliz com a renovação e espero continuar a caminhar no Benfica"

Não sendo um jogador que passa despercebido pelo jogo, também não é daqueles que normalmente mais se destacam durante as partidas pelo brilhantismo. É um pouco como aqueles guarda-redes que não fazem exibições vistosas porque raramente cometem erros e estão sempre bem posicionados, fazendo com que tudo pareça fácil. O Rafael tem a cultura tática e interpretação de todos os momentos do jogo que lhe permitem estar quase sempre no sitio certo à hora certa, primando pela regularidade, mas nunca abdicando das variações de jogo a rasgar e arrancadas criteriosas que criam desequilíbrios no adversário.
Blog Benfica Rafael Brito Formação
Rafael Brito renovou até 2024
Estamos na presença de um atleta que apesar de já jogar na equipa B e demonstrar uma maturidade fora de comum para a idade, ainda é júnior de primeiro ano. Tendo em conta a idade e também o facto de ter passado por uma lesão de alguma gravidade, deve continuar a sua evolução com tranquilidade na equipa B e na UEFA Youth League. O facto da equipa principal ter a posição bem preenchida é mais um argumento para que não se queimem etapas, além das que já se estão a queimar. Com paciência e perseverança certamente que o Manto Sagrado esperará por ele na Catedral.

Aqui que ninguém nos ouve:
  • Este menino foi provavelmente o jogador das camadas jovens do Benfica cuja transformação mais me surpreendeu. Que mantenha o rumo até ao topo.
  • Podem ver outras análises (parágrafo "As grandes promessas") AQUI.

Abraço

sábado, 18 de janeiro de 2020


Sporting 0 - 2 Benfica: Sem forçar!

Benfica Rafa marcou os dos golos
Rafa regressou em grande
Foi curta a deslocação do Benfica no fecho da primeira volta da Liga NOS, limitando-se a atravessar a segunda circular para defrontar o eterno rival. O Sporting apresentou-se já arredado da luta pelo título de campeão nacional, mas um dérbi é sempre um jogo de resultado imprevisível, independentemente do estado de forma das equipas. Ao Benfica competia-lhe encarar o jogo com o respeito e seriedade com que tem encarado todos até à data de forma a somar os três pontos e alargar a margem na liderança do campeonato.
A equipa apresentada por Bruno Lage não diferiu muito do que tem sido habitual nos últimos jogos. Em relação ao jogo com o Rio Ave entraram André Almeida e Gabriel para os lugares que foram de Tomás Tavares e Taarabt frente aos vila-condenses.


Sporting vs Benfica - Liga NOS 2019/20
Zlobin, Tomás Tavares, Jardel, Samaris, Taarabt (96'), Rafa (74') e Seferovic (97')

Momento | Positivo | Negativo

O momento em que o Benfica nos escolhe
Substituição: A entrada do Rafa em jogo serviu de abanão para um Benfica que parecia conformado com o empate.
Prémio Pablo Aimar
Rafa: Regresso abençoado daquele que foi o grande abono de família do Benfica na fase inicial da temporada. Seja bem vindo caro Rafael Silva.
Prémio Bruno Cortez
Incendiários: Esta corja que que atira tochas para os relvados não tem côr nem tem clube. Impressionante que com tanta tecnologia ninguém os consiga identificar e os clubes é que continuam a ser penalizados.

Benfica vence o Sporting em Alvalade
A sensação do dever cumprido

Bitaites do terceiro anel:
  • Sinceramente acho que o resultado do Porto retirou alguma pressão deste jogo e notou-se uma certa sensação de deixa andar. Ainda assim foi uma boa entrada em jogo e uma razoável primeira parte do Benfica.
  • As incidências do início da segunda parece que retiraram ainda mais capacidade de concentração à equipa e o golo acaba por surgir sem que fizéssemos muito por o merecer nessa altura.
  • Com maior ou menor justiça esta vitória fecha uma primeira volta praticamente perfeita de uma equipa que mesmo nos momentos menos bons apresenta uma maturidade e um carácter que só nos pode deixar satisfeitos.
  • Já há muito que não referia as substituições tardias do Bruno Lage. Hoje acho que bateu o seu próprio recorde com substituições aos minutos 96 e 97.
  • Alguém viu os nossos adeptos durante a transmissão do jogo? Fartei-me de os ouvir a dar espetáculo, mas nunca tive o prazer de os ver. Pobre Sporttv!
  • As minhas rezas para que o Bruno Fernandes não jogasse este jogo resultaram. Obrigado ao Manchester United e ao Jorge Mendes por o terem levado. Não levaram?! Mas ele não jogou!
  • Agora a sério: Bruno Fernandes é um excelente jogador e pelos vistos uma excelente pessoa. Assim de repente lembro-me da relação com o Pizzi, a mensagem via vídeo para o Seferovic ou a defesa que fez do João Félix no áudio dele que se tornou público. Já dentro do campo é um cigano, e eu gosto disso.
Abraço

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020


Benfica Somar, Somar! - IX

Atletismo Benfica Campeão Nacional de estrada 2020
A equipa masculina de atletismo do Benfica após duas épocas de interregno recuperou o título de Campeão Nacional de Estrada no Complexo Desportivo do Jamor. Para a conquista do 7º título nacional muito contribuiu a prestação de Samuel Barata que adicionou o título de Campeão Nacional individual à vitória coletiva.
Coletivamente os novos campeões nacionais totalizaram 30 pontos, superiorizando-se ao Sporting de Braga, segundo classificado com 50, e ao Sporting que somou 56. Para a classificação do Benfica contribuíram Samuel Barata (1º), Rui Pinto (3º), Samuel Freire (12º) e Alexandre Figueiredo (14º)
Coordenadora: Ana Oliveira.
Os Vencedores: Samuel Barata, Rui Pinto, Samuel Freire, Alexandre Figueiredo, Duarte Gomes, Filipe Fialho, Alexandre Silva, António Barata, Miguel Arraiolos, Gonçalo Varela, Duarte Cunha, Daniel Carvalho e João Menino.


Atletismo Benfica Campeão Nacional de estrada 2020

Atletismo Benfica Campeão Nacional de estrada 2020

Atletismo Benfica Campeão Nacional de estrada 2020

Atletismo Benfica Campeão Nacional de estrada 2020

Atletismo Benfica Campeão Nacional de estrada 2020
Atletismo Benfica Campeão Nacional de estrada 2020


Parabéns Campeões!!!

terça-feira, 14 de janeiro de 2020


Benfica 3 - 2 Rio Ave: Que la chupen...

Benfica Seferovic
Seferovic bisou para a reviravolta
O caminho para o Jamor apresentou o Rio Ave no Estádio da Luz como o adversário a bater nos quartos-de-final da Taça de Portugal. Os vila-condenses dirigidos por Carlos Carvalhal do qual Bruno Lage foi treinador adjunto são um dos clubes de segunda liga que mais vezes chega a esta fase das competições a eliminar, pelo que todo o cuidado é pouco. Mais uma vez o jogo é disputado num horário impróprio para consumo, desta vez com o propósito claro de criar o máximo de dificuldades ao Benfica para o próximo jogo do campeonato.
Foram poucas as alterações promovidas por Bruno Lage no onze titular em relação à equipa que derrotou o Desportivo das Aves no passado sábado. Mais uma vez a escolha para a baliza em jogos das Taças recaiu em Zlobin, numa aposta que não pode deixar de se considerar arriscada. Além do guarda-redes russo também Tomás Tavares e Taarabt voltaram à titularidade em detrimento de André Almeida e Gabriel. A grande novidade foi a presença de Rafa no banco de suplentes, num regresso à competição que se saúda.

Benfica vs Rio Ave- Taça de Portugal 2019/20
Svilar, André Almeida, Samaris (85'), Florentino, Rafa (89'), Jota e Seferovic (60')

Momento | Positivo | Negativo

O momento em que o Benfica nos escolhe
Substituição de Cervi: Mais do que merecida a ovação de pé com que as bancadas da Luz assinalaram a saída do pequeno argentino. Momento também porque representou o regresso de Rafa aos relvados. 
Prémio Pablo Aimar
Seferovic: O suíço entrou e foi fundamental na reviravolta no marcador. Que seja também a reviravolta na falta de confiança e o divórcio com o golo que tem apresentado esta época.
Prémio Bruno Cortez
VAR: Já todos conhecemos o histórico de Tiago "5 cêntimos" Martins, mas deixar passar este penálti sobre o Chiquinho que na sequência dá golo ao Rio Ave devia fazer corar de vergonha os responsáveis pela arbitragem portuguesa.

Benfica Franco Cervi
Cervi subiu a pulso nesta temporada

Bitaites do terceiro anel:
  • Vitória mais do que merecida do Benfica perante um adversário que ficou na sua praia logo no início da partida. Virar um resultado contra um bom Rio Ave e perante uma arbitragem como a que vimos só pode ser um bom tónico para o que aí vem.
  • Volto a repetir, até posso compreender a rotação na baliza quando exista algum equilíbrio entre ambos os guarda-redes. Com um fosso tão grande o Zlobin só tem é que ir trabalhando para evoluir e ter a sua oportunidade em jogos mais desequilibrados. Assim só serve para se queimar.
  • Este menino (aqui) parece que anda nisto há décadas. Parabéns jovem!
  • Artur Soares Dias foi repescado?! É que tenho quase a certeza que já o tínhamos eliminado nos oitavos-de-final da prova (aqui).
Abraço

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020


Benfica Somar, Somar! - VIII

Benfica vencedor da Taça da Liga 2019/20 em Futsal
A equipa de Futsal do Benfica conquistou pela terceira vez consecutiva a Taça da Liga, ao vencer o Sporting no Pavilhão do Centro de Congressos de Matosinhos.
Nos quartos de final da prova o Benfica goleou o Burinhosa por 7-0 com golos de André Coelho, Bruno Coelho (2), Célio Coque, Rafael Henmi, Robinho e Tiago Brito.
O adversário da meia final foi o Eléctrico de Ponte de Sor que não resistiu ao maior poderio do Benfica e foi batido por 4-0. Os golos da vitória foram marcados por Fits, Rafael Henmi (2) e Robinho.
Na final o Benfica encontrou o velho rival, Sporting, e após mais um grande jogo de futsal conseguiu uma justa vitória por 5-4. Os autores dos golos na partida decisiva foram André Coelho, Chaguinha, Diego Roncaglio, Fernandinho e Robinho.


Benfica vencedor da Taça da Liga 2019/20 em Futsal

Benfica vencedor da Taça da Liga 2019/20 em Futsal

Benfica vencedor da Taça da Liga 2019/20 em Futsal

Treinadores: Joel Rocha, Mário Silva e José Marques.
Os Vencedores: Afonso Jesus, André Coelho, André Correia, André Sousa, Bruno Coelho, Célio Coque, Chaguinha, Diego Roncaglio, Fábio Cecílio, Fernandinho, Fernando Drasler, Fits, Miguel Ângelo, Rafael Henmi e Robinho. 

Parabéns Campeões!!!

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020


Benfica 2 - 1 CD Aves: Jogo ideal!

André Almeida deu a vitória ao Benfica
Alma até Almeida
A Liga NOS regressou ao Estádio da Luz com a receção do Benfica ao Clube Desportivo das Aves na penúltima jornada da primeira volta da competição. Os visitantes ocupam destacadamente o último lugar da tabela classificativa, mas deixam como aviso a vitória sobre o Sporting de Braga há poucas semanas atrás. Apesar do horário complicado para quem trabalha, agravado para quem vive mais longe de Lisboa, as bancadas da Luz apresentaram uma moldura humana à Benfica.
A grande expectativa para este jogo consistia na hipótese de Weigl se estrear a titular e Bruno Lage terminou cedo com a dúvida ao escalar o alemão no onze titular. De certa forma era esperada a entrada de Weigl para o lugar do castigado Taarabt, já a titularidade de Jota e Seferovic não deixaram de ser surpreendentes dada a estabilidade dos últimos jogos.


Benfica vs CD Aves - Liga NOS 2019/20
Zlobin, Tomás Tavares, Samaris (93'), Gedson, Caio, Cervi (61') Vinícius (46')

Momento | Positivo | Negativo

O momento em que o Benfica nos escolhe
Golo de André Almeida: Não poderia ser de outra forma. Já muito perto do apito final o golo do capitão permitiu o respirar de alívio coletivo nas bancadas da Luz.
Prémio Pablo Aimar
Apoio as bancadas: O mais normal neste tipo de jogos é os adeptos irem perdendo a paciência com o passar dos minutos. Felizmente o apoio foi constante até ao final, não permitindo que a equipa deixasse de acreditar.
Prémio Bruno Cortez
Ansiedade: Mais do que ineficácia na finalização, notou-se alguma falta de tranquilidade e lucidez na zona de finalização. Houve vários lances que com maior frieza na decisão iriam permitir outro resultado.

Pizzi marcou o golo do empate para o Benfica
Pizzi não tremeu no momento da verdade

Bitaites do terceiro anel:
  • Agora que o jogo acabou, com os três pontos amealhados, pode-se dizer que este foi o jogo ideal para o momento que o clube vive. Uma sequência de factos muito positivos para o Benfica criou um ambiente de euforia que felizmente este resultado vem acalmar, sem que tenha havido perda de pontos.
  • Não há outra forma de ver as coisas, neste momento Franco Cervi é um dos maiores agitadores do jogo do Benfica. A forma como disputa cada lance acaba por contagiar os seus companheiros. Acaba por ser um bom complemento para os companheiros mais cerebrais.
  • Não sou grande adepto dos jogadores forçarem a amostragem de cartões amarelos para limparem a folha. Até posso compreender, mas tenho sempre algum receio da entrada em campo de um tal de Karma. Hoje quase que aparecia.
  • Fartei-me de ver jogos de vários jogadores do Aves no Seixal, via BTV. Grande jogo fizeram na Luz. Ainda bem para eles porque se têm tido um dia mau os maldizentes que incendeiam o nosso futebol não lhes iam dar descanso.
  • Mais uma jornada em que apostaram tudo na escorregadela. O desespero é tanto que até desperdiçam trunfos como a dupla Xistra e Nobre no jogo contra o último classificado.
  • Agora vem mais um jogo muito complicado frente ao Rio Ave para a Taça de Portugal. Foco total neste jogo que é o mais importante de todos.
Abraço

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020


News Benfica: Boa Gestão

Reprodução da rubrica "News Benfica" publicada no Site Oficial

Blogue Benfica - News Benfica do site oficial do clube

"Informámos há pouco, num comunicado oficial para a CMVM, a venda do jogador Raul de Tomas para o RCD Espanyol de Barcelona por um valor de 20 milhões de euros com a possibilidade de ganhos de mais 2 milhões por objetivos adicionais, ficando o Benfica com o direito de receber 20% sobre o valor de uma mais-valia obtida numa eventual futura transferência.
Trata-se de uma transação compatível de um jogador formado no Real Madrid com enorme procura, reconhecimento e reputação em Espanha onde, nas últimas três épocas, tinha marcado 53 golos e que aproveitamos para esclarecer que teve quatro clubes espanhóis a manifestarem o seu interesse na sua contratação.
É um jogador que, ao longo destes meses, demonstrou um enorme profissionalismo e dedicação e a quem desejamos os melhores sucessos nesta nova etapa da sua vida desportiva.
Alguns, por ignorância ou má-fé, profundo desconhecimento ou talvez habituados ao desleixo e incompetência de gestão que possibilita a saída de atletas altamente valorizados por valores muito baixos e por vezes até a custo zero, têm naturalmente sempre dificuldade em entender quando confrontados com aquilo que é afinal o normal.
Ou seja, a transação dos jogadores pelo valor que têm e, como neste caso, de um jogador com enorme reputação e procura, nomeadamente no mercado espanhol como se veio a comprovar, acompanhado de elevado profissionalismo e um exigente trabalho metódico de planeamento e gestão deste tipo de transações.
Agora o foco volta a estar colocado no próximo desafio já amanhã, às 19h00, com o Aves, iniciando um ciclo exigente de três jogos, em oito dias. A partida com o Aves será seguida do confronto com o Rio Ave (terça-feira, dia 14, às 21h15, na Luz) para a Taça de Portugal e pela difícil deslocação a Alvalade, dia 17, também às 21h15, para visitar o Sporting na última jornada da primeira volta do Campeonato.
Apesar de ocupar a última posição na tabela classificativa, o Aves venceu o Braga recentemente e perdeu onze partidas somente pela margem mínima, incluindo nos confrontos com FC Porto e Sporting.
A nossa equipa apresenta-se à entrada da penúltima jornada da primeira volta com quatro pontos de avanço sobre o segundo classificado, o melhor ataque (38) e a melhor defesa (5), além de se encontrar numa impressionante série de 12 triunfos consecutivos.
Sabemos, no entanto, que todos os jogos começam com 0-0 no marcador e que os registos, por muito positivos que sejam, não marcam golos nem impedem os adversários de os concretizarem. Será, por conseguinte, fundamental que a nossa equipa mantenha os elevados níveis de concentração e empenho que a caracterizam para levar de vencida outro adversário e somar mais três pontos.
Imprescindível será também a forte presença dos benfiquistas. Apelamos, por isso, a que não faltem ao jogo e apoiem a nossa equipa, que tantas e tão boas razões nos tem dado para que a apoiemos. Caso, por qualquer motivo, não possa marcar presença no Estádio, relembramos que poderá partilhar o seu Red Pass ou colocar o seu lugar à venda no mercado secundário."

Abraço

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020


Emprestados do Benfica 2019/20 - O balanço

Benfica. Diogo Gonçalves.
Diogo Gonçalves pode ser uma opção válida 
O Benfica tem atualmente 18 jogadores dos seus quadros na condição de emprestados a outros clubes. Um número que tem vindo a ser reduzido progressivamente já que há três anos eram 41, na penúltima época eram 31 e na época passada apenas 22. Desacelerou a redução do número de emprestados e deve mesmo estabilizar mais ou menos nos 20 jogadores, tendo em conta que será necessário manter sob controlo alguns dos jovens jogadores saídos do Seixal.
Os atletas emprestados representam equipas dos seguintes campeonatos: Liga NOS (5), LigaPro (2), Campeonato de Portugal (1), Inglaterra (4 Championship), México (2), Argentina (1), Espanha (1), França (1) e Holanda (1).
De uma forma geral podemos dividir os atletas nos seguintes grupos:
  • Jogadores da formação: Alex Pinto, António Ribeiro, Bruno Varela, Alfa Semedo, Diogo Gonçalves, Gustavo Schneider, João Victor, José Gomes e Pedro Pereira.
  • Apostas de baixo investimento: Heriberto Tavares e Igor Rodrigues, .
  • Apostas de investimento médio/alto: Chris Willock, Cristián Lema, Facundo Ferreyra, Filip Krovinovic, Germán Conti, Jhonder Cádiz e Óscar Benitez.
Agrupei os jogadores da seguinte forma em termos de perspetivas futuras:
  • Potencial para a equipa principal: Diogo Gonçalves e Filip Krovinovic.
  • Possibilidade de dar algum retorno financeiro: Alfa Semedo, Bruno Varela, Cristián Lema, Facundo Ferreyra, Germán Conti, Heriberto Tavares, Jhonder Cádiz e Pedro Pereira.
  • Jogadores para o eterno carrossel: Alex Pinto, António Ribeiro, João Victor e Óscar Benitez.
  • Quero ver melhor: Chris Willock, Gustavo Schneider, Igor Rodrigues e José Gomes.
Benfica. Filip Krovinovic
Há espaço na Luz para um Krovinovic focado
Relativamente a análises anteriores há claramente uma queda nos índices de qualidade no lote de jogadores emprestados. Se num passado recente houve um conjunto de jogadores cujo empréstimo foi claramente para os valorizar, alguns deles já com o destino traçado, atualmente não existem jogadores nessa condição. Estou a falar de casos como os de Raúl Jiménez, Talisca, Luka Jovic ou Cristante.
Deste conjunto de jogadores apenas consigo imaginar dois deles a integrar o plantel da equipa principal, e mesmo assim com muitas condicionantes. Diogo Gonçalves pode ser uma boa opção para compor o plantel e eventualmente uma adaptação a lateral direito. Já Krovinovic, se arrumar as ideias e retomar o rumo certo, será sempre uma opção de qualidade desde que, além da cabeça, o físico se apresente também totalmente recuperado.
Considero que desta lista alguns jogadores poderão dar ainda algum retorno financeiro. Uns porque têm margem e qualidade para evoluírem como o Alfa Semedo, o Germán Conti, o Heriberto Tavares ou Pedro Pereira. Outros pelo contexto, com empréstimos que podem ser bem-sucedidos como o Bruno Varela, o Cristián Lema e o Jhonder Cádiz. Por fim o Facundo Ferreyra que continua a ser um nome com mercado.
Na lista dos que acho que nunca vestirão a camisola da equipa principal do Benfica estão os nomes de Alex Pinto, António Ribeiro, João Victor e Óscar Benitez. Se no futuro algum dos três jovens lá chegar, além de surpreendido, ficaria muito satisfeito.
Por fim quatro nomes que gostaria de ver melhor e por diferentes motivos: Gustavo Schneider e Igor Rodrigues porque não os conheço; Chris Willock porque lhe reconheço qualidade técnica muito acima da média e gostava de o ver noutro contexto e com mais maturidade; José Gomes porque me parece ainda cedo para desistir de um jogador tão diferenciado.
Benfica. José Gomes.
Péssima gestão de carreira. Haja fé! 

Os números finais:

Guarda redes (2):
Bruno Varela: Ajax (Holanda) - jogos - 90 minutos
Igor Rodrigues: Chaves (Portugal) - 14 jogos - 1260 minutos
Defesas (5):
Alex Pinto: Gil Vicente (Portugal) - jogos - 540 minutos
António Ribeiro: Académica (Portugal) - 14 jogos - 1175 minutos
Cristián Lema: Newell's Old Boys (Argentina) - 15 jogos - 1350 minutos - golos
Germán Conti: Atlas (México) - jogos - minutos
Pedro Pereira: Bristol City (Inglaterra) - 16 jogos - 982 minutos - golo
Médios (2):
Alfa Semedo: Nottingam Forest (Inglaterra) - 18 jogos - 892 minutos - golos
Filip Krovinovic: West Bromwich (Inglaterra) - 23 jogos - 1137 minutos - golo
Avançados (9):
Chris Willock: West Bromwich (Inglaterra) - 10 jogos - 849 minutos - golos
Diogo Gonçalves: Famalicão (Portugal)- 15 jogos - 875 minutos - golo
Facundo Ferreyra: Espanhol (Espanha) - 20 jogos - 1156 minutos - golos
Gustavo Schneider: Setúbal (Portugal) - jogos - 60 minutos
Heriberto Tavares: Boavista (Portugal) - 15 jogos - 925 minutos - golos
Jhonder Cádiz: Dijon (França) - 11 jogos - 734 minutos - golos
João Victor: Fafe (Portugal) - jogos - 261 minutos - golos
José Gomes: Portimonense (Portugal) - jogos - 680 minutos - golos
Óscar Benitez: Atlético San Luis (México) - 13 jogos - 878 minutos - golo

Nota: Alguns dos minutos somados são em equipas secundárias.

Abraço

Espreite também: