sábado, 21 de setembro de 2019


Moreirense 1 - 2 Benfica: Vazio de ideias!

Blog Benfica Rafa Silva
Rafa deu início à reviravolta
A 6ª jornada da Liga NOS levou o Benfica a Moreira de Cónegos para defrontar um Moreirense que ocupa uma posição tranquila na tabela. O Benfica vem de uma derrota para a Liga dos Campeões que deixa sempre marcas, mas diz a história que costuma dar boa resposta nestas situações. Foram muitos os Benfiquistas que se deslocaram para apoiar a equipa nesta deslocação ao norte do país.
Bruno Lage voltou ao seu onze de eleição com o regresso de André Almeida, Rafa e Seferovic à titularidade. Foi o regresso da dupla constituída por Seferovic e Raúl de Tomás à frente de ataque benfiquista. Gedson sentou-se pela primeira vez no banco de suplentes, após recuperar da fratura num dedo do pé.

Moreirense vs Benfica - Liga NOS 2019/20
Zlobin, Tomás Tavares, Jardel, David Tavares, Gedson (66'), Caio Lucas (75') e Jota (88')

Momento | Positivo | Negativo

O momento em que o Benfica nos escolhe
Golo Seferovic: O golo à entrada do período de descontos é daqueles que vale campeonatos. Além dos três pontos garantidos pode significar a recuperação da tranquilidade por parte de Seferovic que já leva dois seguidos.
Prémio Pablo Aimar
Adeptos: O que mais foi mexendo comigo ao longo do jogo foi pensar naquela gente toda que se deslocou a Moreira de Cónegos e ia vendo o espetáculo triste da equipa e mesmo assim não esmorecia. A vitória é vossa companheiros.
Prémio Bruno Cortez
Exibição: Horrível! Não consigo encontrar pontos positivos nesta exibição. Valha-nos os três pontos milagrosos.

Blog Benfica Seferovic
Seferovic. É lidar!

Bitaites do terceiro anel:
  • Este jogo do Benfica foi de uma pobreza absoluta. O jogo da champions não serve de desculpa. Ritmo quase sempre monocórdico, montes de passes falhados, falta de confiança no um para um da maior parte dos jogadores. Em suma, um deserto de ideias.
  • Parece-me, muito sinceramente, que mais do que questões táticas, físicas ou técnicas, é o aspeto psicológico que está a falhar. Com o passar dos anos aprendi a ver no olhar dos jogadores o estado de espírito da equipa. Falta aquele olhar...
  • Os únicos momentos em que se sentia que podia acontecer algo era quando Rafa pegava na bola e acelerava. Os adversários também já sabem disso e não hesitam em recorrer à falta para o travar assim que entra em zona de decisão. Bem merecido o golo que marcou.
  • A forma como o André Almeida assistiu de cadeira a um remate de moinho do Nené isolado ao segundo poste é a imagem da postura da equipa. Se o André esteve assim...
  • Volto a bater na tecla das substituições tardias. Se Bruno Lage tem total confiança em todos os jogadores tem que mexer em tempo útil quando a equipa se anda a arrastar, como foi hoje o caso. Jota aos 88 minutos!?
  • O Soares Dias deu três minutos de descontos. Que la chupe e la siga chupando...
  • Há uma coisa que me deixa satisfeito neste tipo de jogos que é ver a azia dos vários comentadeiros no rescaldo ao jogo. Esmiúçam tudo o que podem esmiuçar para tentar criar um ambiente de crise no Benfica.
  • Parabéns ao Moreirense que deixou o autocarro na garagem e não usou e abusou do antijogo, algo tão característico das equipinhas do nosso campeonato. E até dispôs de muitas faltas que podia ter aproveitado para o fazer. Mereciam mais.
Abraço

3 comentários:

  1. Neste esquema de jogo, jogar com o Fejsa é jogar com menos um.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Fejsa a jogar num esquema com dois médios centro não resulta porque é um trinco. Nesse esquema o trinco não existe, pois o médio mais recuado é um recuperador de bolas que assim que o faz tem de levar a bola para a frente e fazer passes de desmarcação. A jogar mais fixo, Fejsa obriga Taarabt a jogar mais atrás e fazer de recuperador de bolas, com isso o meio campo perde persença. O Pizzi também está a precisar de banco. Agora que o Gedson recuperou, é mete-lo a jogar naquela posição.

      Eliminar
  2. pelos vistos alguém trocou o lage pelo rui e não demos ainda por esta troca.
    é que os defeitos estão lá todos.
    existe uma continua desvalorização, ou menorização, da liga dos campeões mas o que temos vistos nos dois últimos anos e este parece ir pelo mesmo caminho é que os resultados negativos da lc depois tem reflexo no desempenho da equipa nomeadamente no campeonato.

    bastou o jota ter entrado para jogar descaído para uma das alas para produzir aquilo que ele nunca produz quando joga a segundo avançado já era tempo do lage perceber que ele ainda não é segundo avançado, se é que algum dia o vai ser, e acabar com a teimosia.

    pelos vistos o banco fez bem ao seferovic se calhar era tempo de se fazer o mesmo ao rdt é que insistir no homem só o prejudica a ele e à equipa é que ele ao continuar a jogar em vez de adquirir confiança cada vez vai tendo menos.
    e cada vez nos arriscamos a ter um novo ferreyra só que este com muito mais impacto financeiro.

    ResponderEliminar

Espreite também: