domingo, 28 de abril de 2019


Braga 1 - 4 Benfica: O Norte é Vermelho!

Benfica Blog festejos de mais um golo
Todos contam! Só assim lá chegaremos
Deslocação a Braga para cumprir a 31ª jornada da Liga NOS 2018/19 frente aos minhotos que seguem no quarto lugar da classificação. À medida que as jornadas avançam menor é a margem de erro, pelo que a vitória era o único resultado que interessava ao Benfica rumo ao objetivo traçado. O Estádio Municipal de Braga engalanou-se para este jogo com os Benfiquistas a inundarem as bancadas com a imparável onda vermelha.
Bruno Lage apresentou aquele que era o onze esperado para esta partida apostando naqueles que têm sido os jogadores normalmente escolhidos para os jogos da Liga NOS.

Blog - Braga vs Benfica - Liga NOS 2018/19
Suplentes: Svilar, Jardel, Gedson (80'), Cervi, Taarabt (91'), Salvio (86') e Jonas

Um longo bocejo

Mais uma vez o Benfica entrou em jogo de forma muito cautelosa e pouco ambiciosa, jogando com os dois resultados que lhe permitiriam sair de Braga na frente da classificação. O Braga não se fez rogado e foi sempre a equipa que esticava mais o jogo e ia chegando com mais perigo à baliza do Benfica. O lance mais perigoso resulta de um hesitação de Odysseas a sair da baliza que quase dava o primeiro golo ao adversário.
Blogs Benfica - Pizzi marcou e assistiu
Pizzi marcou por duas vezes e ainda assistiu
O Braga procurava pressionar alto na primeira fase de construção do Benfica e depois organizava-se com critério à frente da sua grande área. Por seu lado o ritmo de jogo imposto pelo Benfica era incapaz de desestabilizar o sector defensivo bracarense, que com a ajuda dos dois médios mais recuados ia controlando as ténues tentativas encarnadas. Sempre que recuperava a bola encontrava espaço nas costas do meio campo do Benfica para criar perigo.
Num desses lances Fransérgio arrancou do meio campo e foi avançando sem verdadeira oposição até ser derrubado em falta por Rúben Dias. Penálti assinalado e convertido por Wilson Eduardo fazendo o primeiro golo da partida. Da reação do Benfica ainda na primeira parte apenas um remate de André Almeida criou algum entusiasmo nas bancadas.

Reação à Campeão

À imagem do último jogo com o Marítimo, também em Braga o intervalo fez bem ao Benfica. A dinâmica posta em campo era completamente diferente e em dez minutos criou mais perigo do que em toda a primeira parte. Grimaldo de livre e João Félix a atirar ao poste deram o sinal que a equipa regressava com outra disposição. Não tardou muito até que Félix fosse derrubado por um defesa bracarense com o árbitro a marcar a respetiva grande penalidade. Chamado à conversão, Pizzi não tremeu e igualou o jogo.
Reposta a igualdade o Benfica não caiu no erro de voltar a baixar o ritmo do jogo, continuando com um ritmo diabólico que resultou em novo penálti, desta vez por mão do defesa do Braga após remate de Pizzi. Mais uma vez no frente a frente com Tiago Sá, o médio voltou a faturar e colocou o Benfica em vantagem. Não tardou muito o terceiro com Rúben Dias a corresponder com convicção ao canto marcado por Pizzi, não dando hipótese de defesa ao guarda-redes bracarense.
Benfica Blogue Golo de Rúben Dias
Golaço de Rúben Dias trouxe a tranquilidade
Após o terceiro o Benfica deixou finalmente o Braga respirar e baixou linhas entregando a bola ao adversário e apostando em transações ofensivas venenosas. A única situação de golo foi um remate acrobático de Diego Souza que felizmente saiu na direção de Odysseas. As saídas rápidas do Benfica causavam cada vez mais estragos, mas algum adornar excessivo numas alturas e alguma falta de frescura para a decisão noutras iam adiando o golo ao Benfica. Golo que acabaria por chegar num momento de magia de Rafa no seu regresso a Braga.
Grande vitória frente a um forte adversário a dar moral para as batalhas que se seguem. A próxima é já no sábado e espera-se mais uma enchente de Benfiquismo no estádio da Luz para ajudar a levar de vencida um Portimonense que tem que ser encarado com o máximo de respeito.


Momento | Positivo | Negativo


O momento em que o Benfica nos escolhe
Golo do Rúben: Foi como que a confirmação de que a difícil batalha de Braga estava vencida. Após o golo sofrido na primeira parte estava consumada e reforçada a reviravolta. 
Prémio Pablo Aimar
Adeptos: Foi bonito ver a Pedreira recheada de Benfiquistas e de Benfiquismo e, já agora, de Braguismo. Foi bonito o espectáculo proporcionado por todos os adeptos.
Prémio Bruno Cortez
Especular com o resultado: Após a perda de duas competições por algumas hesitações na forma como se abordou o jogo, hoje voltou-se a sentir que a equipa não entrou "com tudo".


Aqui que ninguém nos ouve:
  • É complicado para o comum adepto assistir a momentos de tanta apatia por parte da nossa equipa num momento tão importante da história do Clube. Agora que jogamos de semana a semana acho que há margem para colocar intensidade deste o primeiro minuto.
  • Na próxima jornada temos o jogo mais difícil e mais importante da época. Não pode ser visto de forma diferente. Com tanto macaco que se vai vendo por aí, as cascas de banana estão ao virar de cada esquina. Atenção máxima!
  • Agora preparemo-nos para uma semana de caça ao frame para encontrar algum caso de arbitragem que os do costume possam atirar como areia para os olhos dos seus adeptos. Comparar qualquer dos dois penáltis marcados a favor do Benfica com o primeiro do Braga-Porto, por exemplo, é como comparar a obra-prima do mestre com a prima do mestre d'obras.
  • Foi bom voltar a sentir um ambiente saudável em Braga em dia de jogo com o Benfica.

Abraço

Espreite também: