domingo, 23 de dezembro de 2018


Benfica 6 - 2 Braga: e-Benfica

Benfica Pizzi
Pizzi indicou o caminho a seguir
A 14ª jornada da Liga NOS 2018/19 trouxe ao Estádio da Luz a equipa do Sporting de Braga num jogo em que normalmente o Benfica obtém bons resultados. O Braga tem ganho época após época o direito a ser considerado um dos grande e desta vez iniciou mesmo a partida à frente do Benfica na classificação. A diferença pontual mínima entre ambas as equipas significava que uma vitória do Benfica invertia as posições na classificação do campeonato.
Face às lesões de Salvio e Rafa, Rui Vitória repetiu o onze que havia derrotado o Marítimo na Ilha da Madeira. Cervi e Zivkovic asseguraram as posições nas alas do ataque encarnado, com Zivkovic a procurar manter o bom momento e Cervi em busca do regresso aos seus melhores dias. O facto de ser previsível que o Braga jogasse com dois avançados levou Rui Vitória a ter um central no banco, Conti, ao contrário do que tem sido habitual esta temporada.

Benfica vs Braga - Liga NOS
Suplentes: Svilar, Conti (75'), Alfa, Samaris, Krovinovic (78'), João Félix e Seferovic (62').

Começou morno, acabou a ferver

O primeiro quarto da hora da partida apresentou duas equipas muito calculistas, ambas com linhas muito juntas a procurar mais impedir que o adversário jogasse do que em procurar o golo. Ainda assim era o Benfica que mais jogava no meio campo do Braga como demonstram os dois cantos conquistados. Um excelente lance de Jonas a picar a bola sobre um defesa para isolar Pizzi que não foi lesto a rematar, marcou o início de um período de domínio benfiquista.
Benfica Jardel Cervi André Almeida
Jardel, Cervi e André Almeida: três golos
Uma boa combinação sobre a esquerda que termina num cruzamento ao segundo poste que Jonas remata defeituosamente foi o prenúncio do golo. Grimaldo descobre Pizzi na área e este desvia do defesa e remata em arco ao segundo poste para fazer um belo golo. O Braga abanou durante uns minutos mas um bom remate de Fransérgio que embateu na barra de início a uma fase de ascendente bracarense que finalmente criou perigo na área benfiquista. No lance mais perigoso Odysseas deu o corpo à bola para negar o golo a Ricardo Horta.
O Benfica reage e volta a estar por cima do jogo, sendo premiado com o segundo golo num canto marcado por Zivkovic que Jardel concretiza ao antecipar-se ao guarda-redes bracarense. Logo de seguida é Jonas a aparecer apenas com o guarda-redes pela frente mas não conseguiu picar a bola devidamente. A primeira parte acaba com o Benfica a carregar perante um desorientado Sporting de Braga.

Começou a ferver, acabou morno

Reinício de jogo de loucos com três golos em dez minutos. Primeiro Grimaldo numa jogada de insistência pela esquerda, depois Dyego Sousa a corresponder a cruzamento de Sequeira e finalmente Jonas culmina mais uma grande jogada pelo flanco esquerdo com Cervi a fazer a assistência final. Em dez minutos o estado de ânimo das equipas parecia uma montanha russa, com o Benfica a sair desse período por cima e com um resultado que dava tranquilidade.
Benfica Rui Vitória Jardel
A resposta aos divisionistas dá-se dentro do campo
A história do resto do jogo é a história dos golos. Cervi faz o quinto, desta vez na sequência de uma grande combinação pelo lado direito com Zivkovic a assistir. André Almeida faz o sexto com um remate de primeira sem deixar cair a bola que não deu qualquer hipótese ao guarda-redes contrário. Tempo ainda para o Braga reduzir através de um remate colocado de João Novais que Odysseas não conseguiu suster. Com o resultado feito e o passar dos minutos o jogo foi baixando de ritmo e o resultado não mais se alterou.
Este resultado a fechar o ano em termos de Liga NOS vem em boa altura porque permitiu ultrapassar o adversário direto e pela expressão que teve acaba por ser bastante moralizador. Ainda antes do final do ano temos a deslocação à Vila das Aves para defrontar a equipa local no último jogo da fase de grupos da Taça da Liga. O empate é suficiente mas espera-se mais uma vitória para encerrar o ano em beleza.


Momento | Positivo | Negativo


O momento em que o Benfica nos escolhe
Passe de Gedson: Depois do Braga reduzir para 1-3 e passar a acreditar na recuperação, o passe de Gedson para Cervi é a chave do quarto golo e da tranquilidade. Além disso a partir daí atingiu um nível exibicional fantástico. 
Prémio Pablo Aimar
Pizzi: Quando Pizzi e Jonas estão bem o Benfica é candidato a ganhar tudo em Portugal. Grande exibição do médio impulsionada pelo excelente golo que inaugurou o marcador.
Prémio Bruno Cortez
Cadeiras vazias: Não foram muitas, mas quem deixou a cadeira vazia tendo a oportunidade de ir ao estádio, perdeu um verdadeiro show de bola.


Aqui que ninguém nos ouve:
  • Grande jogo, grande exibição. Uma demonstração do que é ser Benfica: raça, crer, ambição, lutar por cada lance como se fosse o último. Depois da resposta na justiça veio a resposta dentro do campo. Isto é Benfica!
  • Independentemente dos resultados normalmente representarem o fruto da qualidade do trabalho desenvolvido, o fator "sorte", que dá muito trabalho, continua a ter muito peso no desporto. Há um mês atrás o remate do Pizzi batia no poste e o do Fransérgio entrava direitinho na baliza de Odysseas.
  • O André Almeida só sabe fazer golos que entram na lista do prémio Puskas. Golos de encostar não são da sua área de negócios. Impagável a expressão do Odysseas na reação a esse golo.
  • Ficam os votos de um Feliz Natal a todos os que têm a paciência de nos ir visitando.
Abraço

6 comentários:

Anónimo disse...

ufa finalmente o benfica tirou a barriga da miseria agora temo que o campeonato va ser um passeio para o porto ainda mais com a derrota do sporting e o guimaraes foda-se nao querem mesmo que o benfica ganhe nada jogar com o guimaraes me guimaraes e o porto jogar com o leixoes foda-se com esses sorteios

Rui Pinheiro 1968 disse...

Um Feliz Natal e um abraço!

joão carlos disse...

a diferença foi sobretudo a atitude e isso faz logo a diferença.
e depois essa atitude veio acompanhada com uma eficácia brutal só não foi cada tiro cada melro porque o jonas consegui acertar no guarda redes.

a reacção ao lance do andre almeida a melhor é a do abel, tipo hoje até este faz grandes remates.

BragattiSLB disse...

Se queremos a Taça temos que vencer os melhores.
Feliz Natal

BragattiSLB disse...

Obrigado e igualmente para ti e para os teus.

BragattiSLB disse...

Também já era tempo de nos sorrir tudo a nós.
Há imagens no pós jogo na BTV do golo do André filmado atrás da nossa baliza que mostram a reação do Odysseas. Top.
Feliz Natal para ti e para os teus.

Espreite também: