sexta-feira, 21 de setembro de 2018


Hóquei em Patins: Agora ou nunca

A selfie do Hóquei Patins no Estádio da Luz
A selfie no Estádio da Luz
O Hóquei em Patins do Benfica regressou ao trabalho para a temporada 2018/19 com o objetivo de voltar aos títulos que pelos mais variados motivos escaparam nas últimas duas épocas. O clube manteve a aposta em Pedro Nunes na liderança técnica da equipa, mas a mesma continuidade não se verificou ao nível do plantel que se tinha mantido praticamente inalterado nos últimos anos e desta vez teve mexidas significativas.  
Os históricos Guillem Trabal e João Rodrigues saíram para dar continuidade às suas carreiras fora de Portugal. Também o menos sonante, mas não menos importante, Tiago Rafael deixou o Benfica rumo aos espanhóis do Reus. Para compensar as saídas foram contratados os consagrados Albert Casanovas e Lucas Ordoñez, vindos do Reus e Barcelona, respetivamente. Para a baliza chega do Turquel o experiente Marco "Tuga" Barros e os reforços completam-se com Xavier Cardoso vindo do Valongo.
Da temporada passada transitam Pedro Henriques, Diogo Rafael, Valter Neves, Vieirinha, Carlos Nicolia, Jordi Adroher e Miguel Rocha. O plantel do Benfica tem qualidade para lutar por todos os títulos, quer a nível nacional, quer a nível internacional. Com o esforço de todos em prol do coletivo, certamente que a temporada terminará com um bom contributo para o enriquecimento do Museu Cosme Damião.

Grupo de trabalho

Equipa técnica: Pedro Nunes e Tiago Vaz.
Guarda-redes: Marco "Tuga" Barros e Pedro Henriques.
Defesas/médios: Albert Casanovas, Diogo Rafael, Valter Neves, Xavier Cardoso e Vieirinha.
Avançados: Carlos Nicolia, Jordi Adroher, Lucas Ordoñez e Miguel Rocha.


Benfica Hóquei Patins Plantel

Os protagonistas

Pedro Nunes:"Mais importante do que pensarmos no início do Campeonato é pensarmos na época toda. O primeiro adversário é o atual campeão nacional, mas isso não nos tira o sono. Acho que é prematuro estar a lançar esse jogo quando temos um período preparatório para cumprir e para nos prepararmos para uma longa época desportiva de acordo com os pergaminhos do Benfica: ambição de conquistar títulos. Tem de haver humildade, trabalho, determinação, ambição e compromisso entre todos para que possamos atingir os objetivos. O Campeonato Nacional é o nosso grande objetivo, mas vamos olhar para todas as competições com a ambição que caracteriza esta equipa. É uma dor saudável para o treinador e um desafio enorme para todos os jogadores. É mais uma opção e acho que é mais uma medida em que a médio prazo o hóquei vai ter de evoluir. Todas as outras modalidades de pavilhão que são jogadas com cinco jogadores têm mais do que cinco jogadores no banco de suplentes e, se calhar, deixo aqui o repto às instâncias federativas e organismos internacionais que superintendem a modalidade"
Valter Neves: "As expectativas são sempre as mesmas, quem representa o Benfica sabe que aqui temos de trabalhar sempre no máximo nível, treino após treino, jogo após jogo, para conquistarmos mais títulos. Para mim, continua a ser um orgulho poder representar o Benfica e poder fazer parte desta equipa, sendo que, nesta fase, o que mais importa é integrar jogadores, criar rotinas. Temos reunidas todas as condições para fazermos uma boa época."
Domingos Almeida Lima: "Os objetivos nesta casa são sempre os mesmos. Para quem veste esta camisola, só a vitória interessa. Infelizmente nos dois últimos anos – por razões desportivas e outras não desportivas – a vitória no Campeonato Nacional escapou-nos. Vamos esquecer o passado e centrar-nos no presente e no futuro, e o que nos interessa é todo este espírito em que o Benfica está imbuído de reconquista. Vamos todos ter um pensamento de reconquista, de ganhar novamente a liderança do hóquei em patins nacional e internacional, porque esta equipa tem competência para isso. São estas as expectativas e os desejos para este grupo de trabalho. Que tudo corra sem situações que prejudiquem a concretização destes objetivos"

Benfica Oliveira do Hospital
Preparação também passou por Oliveira do Hospital

Aqui que ninguém nos ouve:
  • À imagem do Futsal, também me parece que está aqui a última oportunidade para Pedro Nunes. Espera-se uma boa gestão do plantel. Não adianta nada aumentar o número do plantel para 11 jogadores, se o treinador apostar sempre nos mesmos.
  • Uma palavra de apreço para Guillem Trabal que passeou a sua classe pelos pavilhões portugueses durante cinco anos. Obrigado pelo contributo para a recuperação de um Benfica à Benfica no hóquei em patins.
  • E para começar bem a época, venha daí essa Supertaça! Ups, não estamos lá :((
Veja também:

Abraço

Sem comentários:

Espreite também: