domingo, 13 de maio de 2018


Benfica vs Moreirense - Que la chupen...

Benfica Futebol
Este grupo mereceu este prémio de consolação
Foram os fiéis de todos os momentos que marcaram presença no Estádio da Luz para o fecho da Liga NOS 2017/18. A vitória na receção ao Moreirense ainda deixava em aberto a possibilidade do Benfica recuperar o 2º lugar e chegar às pré-eliminatórias da Liga dos Campeões.
O castigo de Jardel catapultou Luisão para a titularidade e Jonas, recuperado de lesão, recuperou também lugar no onze inicial.
Onze inicial: Varela, Douglas, Luisão, Rúben Dias, Grimaldo, Fejsa, Pizzi (Samaris 70'), Zivkovic, Salvio (Keaton Parks 91'), Cervi e Jonas (Raúl 77').
Suplentes: Svilar, Eliseu, Keaton Parks, Diogo Gonçalves, Samaris, Raúl e Seferovic.

Posse de bola estéril

A primeira parte deste jogo foi marcada pelo domínio inconsequente do Benfica perante um Moreirense que aceitou a superioridade Benfiquista e fechou os caminhos para a sua baliza. Os visitantes foram uma equipa à imagem do seu treinador, demonstrando consistência e entrega total ao jogo, na procura do ponto que lhes garantiria a permanência.
Benfica Futebol Jonas
É também este atrair de adversários que Jonas acrescenta
A única real oportunidade de golo esteve nos pés de Jonas que apareceu ao primeiro poste a desviar um excelente cruzamento de Cervi, mas a bola saiu rente ao poste. Registo ainda para um remate de Pizzi de fora da área que passou perto do poste esquerdo da baliza visitante.
O Benfica terminou a primeira parte com 70% de posse de bola e apenas um remate enquadrado com a baliza. São números que demonstram bem a falta de ideias da equipa e que custam muito a perceber quando estamos na presença de tanta qualidade individual.

Entrada forte, pouco controlo emocional

Viu-se mais Benfica nos primeiros cinco minutos da segunda parte do que em todos os primeiros 45 minutos iniciais. Felizmente essa entrada forte foi recompensada com o golo, numa grande penalidade indiscutível que Jonas se encarregou de converter.
Depois assistiu-se a algo que foi muito frequente esta época, incapacidade de controlar o jogo com bola, de impor um futebol agressivo e demolidor na procura do segundo golo. Pelo contrário o jogo entra numa fase em que o Moreirense consegue ter muita bola e rondar a baliza de Bruno Varela o que a qualquer momento pode causar dissabores. Felizmente tal não aconteceu e o Benfica acabou por vencer esta última jornada da liga.
Benfica Futebol Zivkovic
Vejo poucos com tanto talento e a mesma entrega
Esta vitória permitiu alcançar o segundo lugar mesmo em cima da meta. É um facto super importante porque nos deixa mais perto da Liga dos Campeões 2018/19 e das receitas inflacionadas que a mesma distribuirá. Facto importante mas que não deve desviar o foco de uma análise muito profunda e objetiva de tudo o que se passou esta temporada. Venha 2018/19 que nós, os verdadeiros, cá estaremos para o habitual colinho.


#naomefodas mode on
  • Sou de opinião que, salvo raras exceções, três anos é o limite para um treinador permanecer no mesmo clube. Para mim esta época representa um fim de ciclo. Como nada indica que tal venha acontecer, não deixo já aqui o meu agradecimento sincero a Rui Vitória. Deixo sim, a certeza que será o meu treinador enquanto cá estiver.
  • Aos jogadores que venham a sair, agradeço-lhes todos os títulos conquistados e desejo-lhes a melhor sorte para as suas carreiras. Longe da dragartada, claro.
  • No fundo esta época fdste-me, meu Benfica! Mas que se fd, pelas alegrias que já me deste, perdoo-te tudo.
  • Um agradecimento especial a todos os que por cá passaram nesta minha primeira época na blogosfera Benfiquista. Um grande abraço e Viva o BENFICA!!!.
#naomefodas mode off

Venha o próximo e viva o Benfica!!!

Destaques do Baralho

REI: Os do costume – Aos milhares que compuseram a pior assistência da época, a minha vénia. Mais uma vez ampararam a equipa quando esta estava mais tremelicante.
ÁS: Zivkovic – A entrega deste pequeno prodígio é contagiante. Gostava que ficasse cá mais uma época.
SENA: Minuto 92 – Os festejos ao famoso minuto 92 quando a bola andava ali pelo meio campo permitiram o respirar de alívio.
DUQUE: Os das festas – Os que faltaram, para junto com os do costume, encherem a catedral.
Abraço


1 comentário:

  1. Este treinador não acrescenta nada à valia e expressão individual dos jogadores...

    ResponderEliminar

Espreite também...

Formação @SLBenfica: João Félix