sábado, 7 de abril de 2018


Setúbal vs Benfica - Estrelinha de Campeão

Benfica Futebol Festejos
Suada mas muito saborosa
Foi  curta a deslocação a Setúbal para defrontar o Vitória local na 29ª jornada da Liga NOS 2017/18. Um campo tradicionalmente difícil para o Benfica, qualquer que seja o estado atual das equipas. Uma vitória neste jogo representava a entrada no clássico da próxima semana na liderança da liga. Mais uma vez o clube adversário criou dificuldades aos adeptos encarnados impedindo a entrada de adereços Benfiquistas em diversas bancadas. Nem por isso a onda vermelha se ressentiu, assistindo-se a mais uma invasão ao Bonfim.
Uma contrariedade de última hora obrigou Rui Vitória a alterar o onze, já depois do período de aquecimento. Jonas com problemas na zona lombar deu o seu lugar a Raúl Jiménez, fazendo com que Diogo Gonçalves saltasse da bancada para o banco de suplentes. 
Onze inicial: Varela, André Almeida, Rúben Dias, Jardel, Grimaldo (Salvio 77'), Fejsa, Rafa (Seferovic 65'), Pizzi, Zivkovic, Cervi e Raúl (Samaris 96').
Suplentes: Svilar, Luisão, Samaris, João Carvalho, Salvio, Seferovic e Diogo Gonçalves.

Início em falso

Entrada em falso da equipa do Benfica parecendo ainda acusar a ausência inesperada de Jonas do onze titular. Se a baixa ainda antes do início da partida mexeu com a equipa, o golo sofrido logo aos três minutos ainda piorou a situação. Cruzamento largo da esquerda com Grimaldo a não conseguir a interceção e estava feito o primeiro da partida.
Benfica Futebol Raúl Jiménez
Frieza de Raúl no momento da decisão
O Benfica acusou o golo e não conseguia explanar o futebol vivo e alegre dos últimos embates. Por outro lado o Setúbal moralizou-se e colocou sempre muita pressão na zona da bola impedindo a boa circulação por parte dos encarnados. Jogava-se muito a meio campo, com muita luta mas pouco discernimento.
Com o passar dos minutos o Benfica foi crescendo e foi-se aproximando da baliza setubalense. A meio da primeira parte já se sentia a equipa mais confortável e próximo do seu real valor. Jardel de cabeça a proporcionar grande defesa ao guarda-redes e Cervi com um remate a rasar o poste deram o mote para o golo que se antevia. Bom cruzamento de Rafa da direita com Raúl a aparecer ao segundo poste a restabelecer a igualdade. Até ao intervalo um par de boas incursões pela esquerda não tiveram a melhor sequência dentro da área, pelo que as equipas recolheram aos balneários empatadas.

Melhor o resultado do que a exibição

Esperava-se um Benfica impositivo e dominador na segunda parte, mas apesar de alguma superioridade não foi isso que aconteceu. Um jogo muito mastigado, com pouco rasgo e criatividade não augurava um final feliz para este jogo.
Com o passar dos minutos o jogo começou a ficar mais partido e mais ao jeito do Setúbal que aproveitando bem a profundidade começou a dispor de lances de perigo junto da baliza do Benfica. Foi das fases em que o Benfica passou por mais dificuldades nos últimos tempos e só a estrelinha de campeão permitiu que a baliza de Varela se mantivesse inviolada. A nossa equipa não conseguia suster os ímpetos vitorianos e não era capaz de criar perigo. 
Só à entrada dos últimos dez minutos do jogo é que o Benfica se começa a acercar da baliza setubalense. Primeiro através de um cabeceamento de Seferovic e depois com uma bicicleta de Raúl que o guarda-redes susteve. Depois foi a vez de Salvio se isolar pelo centro do terreno e rematar forte com o pé esquerdo ligeiramente por cima da barra. Para terminar esta boa fase do Benfica Jardel chega mesmo a introduzir a bola na baliza, mas estava em fora de jogo. Para os descontos estava guardado o momento do jogo com Salvio a ser agarrado dentro da área e Raúl a converter a respetiva grande penalidade com a frieza habitual.
Benfica Futebol Festejos
É esta pinha que faz a diferença
Estava consumada a reviravolta no jogo e garantidos os três pontos importantíssimos na corrida ao Penta. Venha o próximo, estamos cá para a luta.

#naomefodas mode on
  • Fds, se continuo a perder dez anos de vida por cada jogo, no final da época estou na cova.
  • Bora lá tratar das costinhas do Pistolas. Não gosto de o ver nos camarotes, pode resfriar.
  • Aquele moço do Setúbal que jogava na frente preocupou-se mais em sacar amarelos aos jogadores do Benfica do que em fazer golos. Deve estar bem cotado o preço do amarelo.
  • Dragartinhos, contai connosco até ao fim. Ok?
#naomefodas mode off

Venha o próximo e viva o Benfica!!!

Destaques do Baralho

REI: Raúl – Dois golos num jogo em que tem que substituir Jonas à última da hora asseguram-lhe um lugar no trono.
ÁS: Salvio – Mexeu com o jogo com a sua irreverência.
SENA: Adereços – Nunca é demais referir a estupidez desta proibição de adereços do Benfica. É que nem se preocupam em ser coerentes. A regra só aparece quando o adversário é o Benfica.
DUQUE: Couceiro – Se não estavas a falar especificamente deste jogo, deixavas esse discurso para final da época. É nessa altura que se fala em balanços.
Abraço


2 comentários:

Espreite também...

Formação @SLBenfica: João Félix