sábado, 28 de abril de 2018


Benfica vs Tondela - Pouca cabeça

Benfica Futebol Cervi
Tropeção no momento decisivo
A vitória na receção ao Tondela em jogo da 32ª jornada da Liga NOS 2017/18 era o único resultado possível para manter viva a possibilidade de vencer o campeonato. A vitória e os respetivos três pontos eram o garante de liderança no campeonato mantendo a pressão sobre o primeiro classificado.
Algumas mazelas físicas com Fejsa e Jardel levaram Rui Vitória a dar a titularidade a Luisão e Samaris. Era o regresso do capitão aos relvados após longa ausência. Apesar de estarem em risco para  próxima jornada, Rúben Dias e Grimaldo mantiveram a titularidade. Ao contrário do que era esperado Cervi manteve a titularidade continuando Salvio no banco dos suplentes.
Onze inicial: Varela, André Almeida (Douglas 30'), Luisão, Rúben Dias, Grimaldo, Samaris, RafaPizzi, Zivkovic (Seferovic 62'), Cervi (Salvio 45') Raúl Jiménez.
Suplentes: Svilar, Douglas, Keaton Parks, João Carvalho, Salvio, Diogo Gonçalves e Seferovic.

Lentidão de um lado eficácia do outro

Foi um Tondela personalizado que se apresentou na Luz jogando de igual para igual com o Benfica. Os primeiros minutos foram repartidos com ambas as equipas a privilegiarem a segurança na posse de bola em detrimento do risco. Foi por isso de forma inesperada que apareceu o golo do Benfica numa assistência de Rafa que Pizzi não desperdiçou.
Benfica Futebol Rúben Dias
Muita entrega e pouca cabeça da equipa
O golo trouxe o melhor Benfica da primeira parte com o Tondela a acusar muito o golo sofrido. Jogou-se sempre muito perto da área do Tondela mas com alguma lentidão de processos que permitiu aos visitantes algum conforto defensivo. O domínio traduziu-se em dois bons remates, primeiro Zivkovic e depois Cervi, que proporcionaram excelentes defesas ao guarda-redes adversário.
Quando menos se esperava surge o golo do Tondela após perda de bola de Cervi que permitiu aos visitantes encontrar o espaço nas costas da defensiva Benfiquista para chegar ao golo. O Benfica procurou reagir ao golo empurrando o Tondela para a sua defensiva mas foram mesmo os visitantes a chegar ao segundo de forma surpreendente.

Desperdício de um lado eficácia do outro

A segunda parte deste jogo resume-se facilmente. Um Benfica sempre à procura do golo e um Tondela sempre muito bem a defender e contar-atacar. Foi intenso o domínio e foram inúmeras as oportunidades de golo mas seja por mérito da defensiva contrária, por demérito dos avançados ou por azar, a bola nunca entrou.
O passar dos minutos foi fazendo crescer o coração e diminuir a cabeça e quando assim é raramente os resultados são os pretendidos. O velho ditado mantém-se atual e mais uma vez confirmou-se: quem não marca sofre. Foi um golpe demasiado duro para a entrega que os jogadores demonstraram e para as oportunidades que criaram. A dignidade fez com que os jogadores continuassem na luta e já nos descontos chegaram quase de forma irónica ao golo.
Benfica Futebol Zivkovic
Incompreensível a substituição de Zivkovic
É o fim do sonho, o regresso à realidade. E a realidade é que no próximo fim-de-semana há já um jogo muito importante para ganhar na luta por um objetivo muito importante que é a possibilidade de chegar à liga dos campeões.

#naomefodas mode on
  • Fds, retirar o Zivkovic de campo devia dar cadeia, no mínimo.
  • Até é injusto para o jogador estar a falar disto pela excelente época que fez, mas manter o Cervi a titular após as últimas exibições...
  • Quem anda há anos a por em causa o profissionalismo do Pepa e do Tondela devia meter a cabeça num balde de mrd. Infelizmente estão a festejar, satisfeitos pela pressão ter resultado.
  • Daqui por quinze dias fazem-se balanços e acertam-se contas. Até lá honrem o Manto Sagrado porque não é pouco o que está em jogo.
#naomefodas mode off

Venha o próximo e viva o Benfica!!!

Destaques do Baralho

REI: 50.000 – Os adeptos que estiveram na Luz deviam ter direito de preferência nos futuros jogos de "título". Grandes!
ÁS: Eu – Ainda ter a força para vir para aqui escrever com a cabeça o mais fria possível...
SENA: Golo de Salvio – A tranquilidade com que faz o golo quando já não contava para nada, contrastando com a sofreguidão de todos quando valia a pena marcar, demonstra o excesso de coração.
DUQUE: Benfica – Ganhamos todos, perdemos todos.
Abraço

Espreite também: