sexta-feira, 10 de novembro de 2017


A entrevista de LFV à BTV

Benfica Luís Filipe Vieira
Museu Cosme Damião foi o palco da entrevista
A entrevista de Luís Filipe Vieira à Benfica TV decorreu num tom muito informal como se pretende entre Benfiquistas. Pode-se sempre colocar em causa o timing destas intervenções, mas dado o estado atual do futebol português, a entrevista nesta pausa para jogos de seleção, pareceu-me uma boa opção.
Gostei de uma forma geral da entrevista, quer quanto à forma, quer quanto ao conteúdo. Deixo aqui a minha opinião sobre a mesma colocando algumas notas às afirmações do presidente ao longo da mesma.

Pontos positivos

A escolha das decisões mais difíceis. Pelo arrojo (Estádio), humildade (Fernando Santos) e convicção (Jorge Jesus):
"A construção do Estádio da Luz, a ousadia de convencer o Vilarinho…"
"Outra decisão difícil foi ter de falar com Fernando Santos e dizer-lhe que já não ia ser treinador do Benfica."
"E a outra foi a continuidade de Jorge Jesus, contra tudo e contra todos."
Proximidade com os jogadores:
"Tenho uma proximidade muito grande. Convivem comigo diariamente, sabem que vou sempre ao balneário quando o jogo começa e quando acaba. Nas horas difíceis sou o primeiro."
É preciso um desenho?
"Ederson. Temos uma parceria com o Rio Ave. Nunca poderia enganar o Rio Ave. Era fácil, mas não conseguia fazer isso. Outros conseguem fazê-lo."
É bom saber:
"O Benfica nunca fez uma antecipação de receitas e quando o fizesse, seria para abater dívida e não para comprar um jogador."
Mais um desenho?
"O passivo do Benfica tem vindo a baixar dentro do que estava previsto. Face ao último ano de vendas, o Benfica quando vende um jogador não recebe, vende por 30 mas não recebe ali. É em dois anos, três anos. É natural que o ativo suba e o passivo reduza pouco numa situação destas."
Parceria com Jorge Mendes assumida e às claras:
"É parceiro. É feito um contrato e normalmente pagamos 10%."
"Há um trabalho e muito trabalho. É uma parceria para continuar. Rivais que o querem? Eu vejo as mensagens que lhe mandam. "
A valorização do todo e o destacar dos adeptos:
"Acho que o sucesso do Benfica é o coletivo. Mas é no bom e no mau. Queria que todos sentissem que eles é que ganharam o tetra."
"Em Manchester, aquilo emocionou-me. Aquele estádio todo… que é isto, como é que estes gajos tão pequeninos fazem isto."
Facto:
"Se o VAR fosse infalível, estávamos muito mais perto do primeiro lugar."
Apoio incondicional ao treinador:
"É benfiquista e posso garantir que tem mais 2 anos de contrato e vai cumprir. Não vale a pena andar a falar que está sujeito aos resultados."
Parece demagogia, mas é o primeiro passo para os títulos:
"Em qualquer modalidade, estamos muito competitivos. Mas não podemos voltar ao tempo de quando cheguei, que tínhamos 9 meses de atraso para pagar às modalidades."
Benfica Luís Filipe Vieira
Os adeptos presentes puderam coloca questões ao presidente
Por muito que custe sobre Nuno Gomes:
"Ele não vai levar a mal: quando se ocupa um lugar destes, o não tem de se dizer, e ele não sabe dizer que não a ninguém. É super bem formado para às vezes tomar certas decisões."
Tenho a mesma perceção:
"Tirando a cadeira que nunca devia ter existido e foi grave, foi uma AG à Benfica."
Realismo:
"Estamos a estudar entrar no futebol feminino, mas passa por um orçamento que tem de passar pelo director financeiro para ver se há verbas novas a entrar."
Quem não deve não teme:
"Conseguiram condicionar tudo e todos. Para nós foi muito importante uma investigação. Estiveram no Benfica foram a minha casa, e ainda bem"
Curto e objetivo:
"Não há nem nunca haverá corrupção no Benfica. Isto que fique muito claro para os benfiquistas."
Facto:
"O que há é seis meses em que foi cometido um crime ao Sport Lisboa e Benfica. Esse crime acontece semanalmente. Confesso que não estávamos preparados para o crime organizado"
Facto:
"Há hoje 2 clubes em Portugal, um que não ganha há 15 anos e outro que estava habituado a ganhar muito mas não ganhou nada nos últimos 4 anos."
Facto:
"Se na realidade eles tivessem alguma prova, de certeza que iam entregar ao Ministério Público."
Facto:
"Mas algum dos três grandes não oferece bilhetes a uma instituição? Alguém pode dizer o contrário? A pagar viagens ao Brasil não está lá, não estão emails a prometer mundos e fundos, ou dos cores de rosa, do chocolate com leite…"
Em vias de ser um facto:
"É altura de isto mudar a sério, senão qualquer dia há um desastre sério."
Fundamental que assim seja:
Pedimos à justiça que seja célere, não podemos estar em banho maria durante anos. Esses senhores têm de pagar uma fatura mais tarde. Nós ganhámos com muito trabalho."
O grupo de trabalho já merecia esta declaração há mais tempo:
"Tudo o que ganhámos foi ganho dentro do campo. Desde que existe o VAR, o Benfica é o pioneiro nos títulos: Taça de Portugal e Supertaça. Se o VAR fosse infalível, de certeza que estávamos muito perto do primeiro lugar."
Utilizar os mecanismos que a lei permite para reclamar:
"Vão investigar durante estes anos todos quem reclamou mais. Até nos juniores reclamavam. O Benfica fez o que a lei permite. Reclamávamos, eu assinava e depois o árbitro normalmente era penalizado."
Para mim o ponto alto da entrevista ao entalar o Pedro Proença que em público nunca teve uma palavra para defender o Benfica, desde os vouchers até aos emails:
"Quando a PJ foi a nossa casa, recebi muitas mensagens. E uma que me tocou muito foi do Pedro Proença, que nós não apoiámos para presidente da Liga. Apreciei muito."
"Ele conhece o Benfica, não pode elogiar a estrutura do Benfica à minha frente e por trás permitir que ela seja humilhada desta maneira. Alguma vez podia permitir o que foi feito sem dizer uma palavra?"
Facto:
"Os árbitros deviam ser protegidos. O que se passa é grave, todos somos seres humanos e estão a condicioná-los."
Importante que assim seja:
"Não vamos esconder que mancharam o nome do Benfica, e por isso é que vamos até às últimas consequências. Nunca estivemos relacionados com falta de transparência."
Facto:
"Como no Apito Dourado não volta a acontecer. Mas a técnica que estão a utilizar deixa mossa. O Fábio Veríssimo é um grande árbitro. Vão ver às redes sociais o que se disse sobre ele quando se soube que jogo ia arbitrar. E o que ele fez no jogo."
Benfica Luís Filipe Vieira
O emblema tem lá a roda da bicicleta que deve ser respeitada

Pontos negativos

Gostava de ver maior contenção, tenho sempre receio de elefantes brancos:
"A rádio Benfica terá de ser uma realidade... fazer um edifício com 5.000 metros quadrados... a aquisição de uma quinta para mais 6 ou 7 campos relvados... um polo hoteleiro para 180 quartos... casa do atleta... colégio que numa primeira fase será para 600 alunos e numa segunda até 1800"
Tenho alguma aversão a sucessões monárquicas:
"Eu vou tentar que seja alguém que tenha estado comigo a trabalhar num mandato completo e que tudo suceda naturalmente."
Não havia necessidade, mais tarde alguém vai cobrar:
"O Svilar, o Benfica já teve uma proposta de 4 vezes o que custou e ficava dois anos no Benfica."
"Se dissesse quanto nos ofereceram por um jogador que está na equipa do Benfica. Ouvi uma proposta de 30, passaram para 35 e já estão nos 40. Eu não vendo."
"Mas neste momento, daqueles que estão a jogar, nos próximos dois ou três anos não vamos deixar sair ninguém."
Era dispensável. O ciclismo está presente no nosso emblema:
"Por aquilo que sucede no ciclismo, não aconselho o Benfica a entrar nessa modalidade."
Não havia necessidade, eles que se (des)entendam:
"Um já perdeu. Cada vez que fizeram aliança ficaram sempre pelo caminho. Já está a pé, bem podem ir buscar em janeiro 5, 6 jogadores, não vão ganhar nada. O presidente não fala com o treinador, o treinador não fala com oi presidente. Investigue-se."
Tal como o Proença, não me lembro de Fernando Gomes se pronunciar sobre os vergonhosos ataques ao Benfica:
"É o melhor presidente de sempre da FPF."

Nota: as citações aqui reproduzidas foram retiradas do site do jornal Record.

Abraço


Sem comentários:

Enviar um comentário

Espreite também...

Benfica no Pavilhão - resultados da semana XV