domingo, 17 de setembro de 2017


Boavista vs Benfica - Tocar a Reunir

Benfica Futebol Adeptos
Os Adeptos merecem tudo!

Há que voltar a olhar apenas para dentro

O Benfica deslocou-se ao Estádio do Bessa para defrontar o Boavista em jogo da sexta jornada da Liga NOS 2017/18. Os adeptos marcaram presença em massa no apoio à equipa, apesar das inacreditáveis medidas que impedem os adereços benfiquistas em determinadas bancadas. Talvez por isso essas bancadas se apresentaram muito despidas.
Rui Vitória fez entrar Rúben Dias para o lugar do “adoentado” Lisandro. Os restantes dez jogadores foram os mesmos que defrontaram o CSKA para a Liga dos Campeões.
Onze inicial: Varela, André Almeida, Luisão, Rúben Dias, Grimaldo, Filipe Augusto, Pizzi, Salvio (Rafa 50’), Zivkovic (Gabriel Barbosa, 77’) Jonas e Seferovic (Raúl Jiménez 70’).
Suplentes: Júlio César, Samaris, Krovinovic, Cervi, Rafa, Gabriel Barbosa e Raúl Jiménez.

Começo promissor

O Benfica que se apresentou em campo foi o Benfica que nos tem dado tantas vitórias nos últimos anos. Pressionante, alegre, afoito, sempre em movimento. Foi fruto dessa atitude que rapidamente se adiantou no marcador, com Jonas a concluir uma bonita jogada coletiva. Continuou assim o Benfica até perto dos vinte minutos de jogo.
Começam então a aparecer vários livres sobre as laterais que o Boavista invariavelmente bombeava para a área. Estes lances começaram a intranquilizar a equipa. Ainda assim a linha defensiva foi sempre dando resposta positiva e não permitiram uma única oportunidade de golo. Incompreensível como não conseguimos ter um maior domínio de jogo após fazer o mais difícil, abrir o marcador.

Pôr-se a jeito incompreensivelmente

Benfica Futebol Zivkovic
Zivkovic tem mostrado as suas qualidades
Recomeça o jogo nos mesmo moldes em que terminou a primeira parte. Um Boavista mais afoito e um Benfica a procurar apenas controlar o adversário. Um resultado pela diferença mínima não é garantia de nada, por isso não se percebe que o Benfica não procure consolidar esse resultado quando tem valores manifestamente superiores ao adversário.
Hora de reagir, quando se devia ter agido por antecipação. Agora já o adversário está mais moralizado e pode fazer o antijogo típico da nossa liga. O Benfica pelo contrário vê o relógio correr, aparece o nervosismo e o jogar com o coração facto que normalmente não dá bons resultado.
E assim se perde um jogo de forma inacreditável dado a diferença de valores entre ambas as equipas com o bónus do golo obtido cedo. Este grupo de trabalho já nos deu provas que tem capacidade para reagir. Vamos esperar que seja feita a reflexão necessária, que volte a atitude de humildade, que se olhe apenas para dentro, que se minimizem os erros cometidos na planificação do plantel, que se recuperem os lesionados, que se dê uma preparação física que evite que apareçam lesões a cada jogo, que o treinador tenha a coragem de colocar a jogar os que estão melhor. Se assim for pode ser que reentremos na rota do Penta.

#naomefodas mode on
Uma equipa que quer ficar na história não pode jogar apenas os primeiros e os últimos quinze minutos de jogo, tem que estar a 100% todo o jogo. Vergonha.
Nós crl, nós os que enchemos bancadas por este país fora, exigimos, ouviram bem, crl? Exigimos que nos venham agradecer o esforço e o apoio dado.
Há falta de qualidade atrás? Facto. Devia chegar para o tugão? Facto. Ou os “Talochas” do Boavista são melhores? Toca mas é a treinar bem e honrar o manto sagrado.
Somos TETRACAMPEÕES, crl!!!
#naomefodas mode off

Benfica Futebol Zivkovic
Luisão no melhor e no pior

Destaques do Baralho

REI: Adeptos – São os maiores! Merecem tudo.
ÁS: Zivkovic – Finalmente está a dispor da continuidade de jogo que lhe permite mostrar toda a sua qualidade.
SENA: Luisão – Cena porque podia ser Rei por assumir atitude à campeão na flash interview e ao mesmo tempo podia ser Duque por não levar a equipa junto dos adeptos no fim do jogo.
DUQUE: Grupo de trabalho – Inacreditável que não se dirijam à bancada dos adeptos para agradecer o apoio.

Abraço

Espreite também: