segunda-feira, 7 de agosto de 2017


Formação @SLBenfica: Gonçalo “Guga” Rodrigues

Transformar as dificuldades na escada para o sucesso

Gonçalo "Guga" Rodrigues, jovem promessa do Benfica
Gonçalo "Guga" Rodrigues, jovem promessa do Benfica

Setembro de 2016
Acção:Gonçalo Rodrigues, jogador do Benfica B, sofreu uma lesão grave e vai ficar afastado da competição durante seis meses, sensivelmente.
Reacção:A todas as pessoas que mandaram mensagem de preocupação e de apoio, um muito obrigado e voltarei muito mais forte.

Abril de 2017
Acção: O azar não larga Guga. O médio do Benfica B sofreu uma lesão grave no clássico com o FC Porto B, do passado domingo. No jogo que marcava o seu regresso à competição...após uma paragem de sete meses.
Reacção:Novo obstáculo? Novo desafio! Obrigado a todos pelo apoio!
Julho de 2017
Guga: My day is coming 💪🏼

É desta massa que se fazem os campeões, reagir às adversidades colocando o foco no objectivo traçado. Não tenho dúvidas que da parte do Gonçalo Rodrigues tudo será feito para chegar a envergar o Manto Sagrado na Catedral, assim as leis da física o permitam. Sofrer uma lesão grave, trabalhar durante meses para o regresso e sofrer nova lesão, ou recidiva da anterior, logo no primeiro jogo, é para rebentar com a moral de qualquer um. Não foi assim com Guga, e ainda bem.
Faz parte da geração dourada de 97 onde pontificam jogadores como Renato Sanches, João Carvalho, Diogo Gonçalves, Pedro Rodrigues, Rúben Dias, etc, que integrou na época 2008/09. Apesar de rodeado de tanta qualidade sempre foi capaz de conquistar o seu espaço no grupo dos habituais titulares.
A sua estrutura franzina foi porventura o maior aliado no seu desenvolvimento, obrigando-o a ser mais rápido a decidir e executar, a ser mais inteligente na leitura do jogo ou a antecipar cenários durante as partidas. Todas estas características são importantíssimas num médio que pretenda ter sucesso no futebol atual.
Guga é um médio box to box com capacidades defensivas e ofensivas. Forte na ocupação de espaços e na pressão constante ao adversário, tem boa saída de bola, sendo forte nas coberturas tanto defensivas como ofensivas. A meia distância e os lances de bola parada têm sido também marcas da sua ainda curta carreira.
Esperemos pacientemente pela recuperação total, sem precipitações, de forma a que no momento certo apareça na equipa B. Jogando com regularidade na B será então altura para se aquilatar se é jogador para patamar de equipa A

#naomefodas mode on
Pqp a sorte! Ou será que o crl da estrutura se precipitou no regresso do miúdo?
Podem ver outras análises (parágrafo "As grandes promessas") AQUI
#naomefodas mode off

A sorte tem sido madrasta, mas “não há mal que perdure nem bem que sempre dure”.
Por isso acredita Guga, o futuro será teu.
Abraço

Espreite também: