terça-feira, 10 de dezembro de 2019


Benfica 3 - 0 Zenit: Venha ela!

Chiquinho, Pizzi e Vinícius
Um trio em grande forma
Fim de festa para o Benfica na Liga dos Campeões desta temporada com a receção no Estádio da Luz aos russos do Zenit, com os visitantes a terem ainda a possibilidade de continuarem na prova milionária. Ao Benfica restava lutar por um lugar na Liga Europa com um resultado de 2-0 ou uma vitória por três ou mais golos a garantir a qualificação sem depender de terceiros. Caso o Lyon não vencesse o RB Leipzig qualquer vitória do Benfica significaria a continuidade nas competições europeias.
O Benfica repetiu o onze apresentado frente ao Boavista no último fim-de-semana naquela que foi uma das melhores exibições da temporada. Parece que definitivamente Bruno Lage encontrou a fórmula para tirar o máximo partido do plantel que tem à sua disposição. O coletivo tem crescido com a melhoria individual de alguns dos jogadores e o inverso também tem acontecido, numa espécie de ciclo virtuoso.

Benfica vs Zenit - Liga dos Campeões 2019/20
Zlobin, Jardel, Nuno Tavares, Samaris (81'), Jota, Caio (89') e Seferovic (81')

Momento | Positivo | Negativo

O momento em que o Benfica nos escolhe
Defesa de Odysseas: A grande defesa de Odysseas a evitar o golo do Zenit já na fase final da partida foi fundamental para manter a baliza inviolável e assim garantir a continuidade na prova.
Prémio Pablo Aimar
Cervi: Mais do que merecido o prémio de ser o autor do golo que desbloqueou o marcador. Está longe de ser a última coca-cola, mas tem algo que nos agrada: raça, crer e ambição.
Prémio Bruno Cortez
Falhanço: Fica um amargo de boca por não continuarmos na Liga dos Campeões. Bastava aguentar aquela vantagem na Alemanha e estávamos qualificados. Agora é encarar a Liga Europa com a ambição de a vencer.

Mais um golo do Benfica
Festejos à Benfica

Bitaites do terceiro anel:
  • Tão importante como a vitória foi a confirmação do bom momento da equipa e da sensação que fica que esta equipa tem tudo para voltar a empolgar o universo benfiquista.
  • Não era preciso ser grande analista para destacar o equilíbrio deste grupo. As possibilidades na última jornada confirmaram-no: o Lyon podia ser primeiro ou último, O Zenit perto do fim estava na Champions, pouco depois nem na Liga Europa ficou.
  • Os pouco mais do quarenta mil que foram à Luz foram poucos, mas foram bons. Antes 40k assim do que 60k em silêncio.
  • Este apuramento para a Liga Europa, que não apaga uma participação pouco conseguida na Liga dos Campeões, foi um verdadeiro "soco" na nação dragarta.
  • Fora do contexto, mas mais do que merecido: parabéns à equipa de voleibol pela histórica primeira vitória de uma equipa portuguesa na fase de grupos da Liga dos Campeões.
  • Ah, já me esquecia: o Zenit lidera a liga russa com 10 pontos de avanço sobre o grande Krasnodar.
Abraço

1 comentário:

  1. a verdade que o resultado na alemanha fazia a diferença mas aquilo são contingências que não deveriam acontecer, mas que podem sempre acontecer, o problema foi em jogos anteriores, principalmente os dois primeiros mas não só, andamos a brincar aos onze e esta competição não permite brincadeiras muito menos a nós.

    muito mais do que repetir onze, que até acho que uma ou outra alteração até pode ser positiva, é não andar a fazer gestão física nos jogos da LC porque esta competição não é para fazer gestão física, isso é para as outras competições, até porque isso passa uma mensagens aos jogadores.
    mas a diferença tem sido sobretudo um acerto táctico que tem sido feito e uma estratégia e maneira de encarar estes dois últimos jogos.

    o cervi tem isso luta empenho mas continuo a achar que é insuficiente, num plantel que se quer curto como alternativa ao rafa temos de ter muito mais do que aquilo que ele dá sobretudo ofensivamente.
    num plantel tão extenso como aquele que temos, e temos tido nos últimos anos, é sempre uma mais valia já que é importante em determinados jogos e é garantia sempre de entrega.

    ResponderEliminar

Espreite também: