domingo, 17 de março de 2019


Moreirense 0 - 4 Benfica: Ora então, Poker(alho)!

Blog Benfica golo do Rafa
Esta já lá mora
A deslocação a Moreira de Cónegos para defrontar o Moreirense na 26ª jornada da Liga NOS 2018/19 representava mais um passo na caminhada rumo ao desejado título nacional. O adversário havia vencido o Benfica no jogo da primeira volta, pelo que esta partida era uma boa oportunidade para o acerto de contas por parte da nossa equipa. A onda vermelha passou pelo Minho e coloriu de encarnado as bancadas do estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas.
A importância do jogo levou Bruno Lage a apresentar o onze que neste momento se pode considerar o mais forte. Grimaldo, Samaris, João Félix e Jonas, que haviam sido poupados no jogo frente ao Zagreb para a Liga Europa voltaram à titularidade. No banco dos suplentes sentou-se muita juventude, mas também muita qualidade.

Moreirense vs Benfica - Liga NOS 2018/19
Suplentes: Zlobin, Corchia, Florentino (77'), Gedson (72'), Zivkovic, Cervi (85') e Jota

Controlar sem se descontrolar

O início do jogo deixou logo duas coisas muito claras: o Benfica entrou para ganhar e o Moreirense entrou com a agressividade acima da média que caracteriza as equipas quando jogam contra o Benfica. Exemplo do primeiro foi logo a ocasião soberana que Pizzi não aproveitou rematando ao lado da baliza quando tinha tudo para abrir o marcador. Exemplo da segunda uma entrada perigosa por trás a Grimaldo que o podia ter lesionado gravemente e que incrivelmente nem a cartão amarelo deu direito.
Benfica Blog golo do Samaris
Samaris tranquilizou antes do intervalo
O Moreirense dava o controlo do jogo ao Benfica e colocava sempre muita gente na zona da bola de forma a dificultar a tarefa aos encarnados. Já o Benfica circulava com segurança e procurava variar o centro de jogo para procurar espaços livres e ao mesmo tempo desgastar o adversário. Faltou neste aspeto a assertividade dos passes de Ferro e principalmente Gabriel. Outro aspeto em que a equipa pecava era em ter pouca gente que ultrapassasse linhas com a bola no pé para criar maior instabilidade ao adversário, sendo Rafa o único que o ia fazendo.
À passagem da meia hora de jogo Rafa descobre Pizzi na direita e este assiste para Jonas concluir com frieza. Golo que seria anulado pelo sempre atento VAR em tudo o que é contra o Benfica, por fora de jogo de Pizzi. Não tardou muito e João Félix volta a introduzir a bola na baliza do Moreirense com um potente remate, com o fantasma do VAR a pairar novamente, mas desta vez o golo foi mesmo confirmado. O Benfica manteve-se mandão no jogo e chegaria ao segundo golo com Samaris a cabecear para o fundo da baliza na sequência de um canto de Pizzi. Mesmo em cima do apito Odysseas faz uma grande defesa e nega o golo aos visitados.

Matar o jogo e baixar o ritmo

O jogo com o Belenenses poderia ter pesado na segunda parte já que também aí o Benfica chegou ao 2-0 com um golo de Samaris e a semelhança da situação seria motivo de crença para o Moreirense e de dúvidas para o Benfica. Jonas resolveu o problema colocando Rafa na cara do guarda-redes e este fez um chapéu e acabou com todas as dúvidas que se pudessem gerar. Com o provável cansaço provocado pelo prolongamento de quinta-feira a poder surgir, nada melhor do que uma margem confortável para gerir.
Blogs Benfica Florentino Luís estreou-se a marcar
Florentino estreou-se a marcar pela equipa principal
Com margem dilatada o Benfica baixou o ritmo de jogo enquanto o Moreirense procurava um golo que os voltasse a meter no jogo, mas raramente conseguiu criar incómodo à defensiva encarnada. A melhor oportunidade esteve nos pés de Chiquinho que na marcação de um livre direto proporcionou a Odysseas mais uma boa defesa. Bruno Lage refrescou o meio campo com Gedson e Florentino e o jogo ia decorrendo com tranquilidade até que Florentino tem a oportunidade de marcar o seu primeiro golo pela equipa principal e não a desperdiçou fazendo o 0-4.
Vitória importante contra um adversário que tinha deixado marcas na primeira volta e que permitiu a manutenção da liderança da liga, sempre importante em momentos de paragem para as seleções. O regresso ao que realmente interessa está agendado para o final do mês na receção ao Tondela no Estádio da Luz.


Momento | Positivo | Negativo


O momento em que o Benfica nos escolhe
Golo do Rafa: O golo a abrir a segunda parte foi importante para cortar os ânimos que o Moreirense poderia trazer do balneário e porque deu uma margem de segurança importante para uma segunda parte em que o cansaço poderia vir ao de cima. 
Prémio Pablo Aimar
Odysseas: Apesar da campanha escabrosa para o tentarem desestabilizar, deu uma resposta à campeão evitando o golo do Moreirense com duas defesas estupendas. Uma a fechar a primeira parte e outra a livre direto de Chiquinho.
Prémio Bruno Cortez
VAR: Além da emoção que retira no momento dos golos, tem estado sempre atento a tudo o que pode prejudicar o Benfica e tão distraído quando o mesmo acontece aos rivais diretos.


Aqui que ninguém nos ouve:
  • Depois do susto com o Grimaldo no início do jogo, depois do susto com o Gabriel a sair do campo lesionado e depois do balde de água fria da anulação do golo pelo VAR, esperava-se que a equipa pudesse abanar. Nada disso aconteceu, pelo contrário, foi cada vez mais personalizada, mais confiante, mais dominadora, dando resposta dentro do campo a todos os que esperavam o descalabro.
  • Fónix, isto chegou a um ponto que nem o golo do Samaris consegui festejar na hora. Eles encontram sempre qualquer coisita.
  • Os nossos parceiros do Hospital da Luz não conseguem arranjar uns atestados médicos para dispensar da convocatória os jogadores chamados às seleções? Assim davam ao mister a possibilidade de finalmente poder trabalhar uns dias seguidos com todo o plantel.
  • A que preço estará a lesão dos jogadores do Benfica no mercado das malas e maletas? Pelo que se viu deve ser bem tentador.
  • O árbitro João Capela continua a distribuir magia por estes campos fora. Será porque lhe oferecem lembranças simbólicas? Será que alguém tem nudes dele? Será que é mesmo por falta de vocação para a coisa? Sempre que me lembro que expulsou o grande Tacuara Cardozo por dar um murro na relva...

Abraço

Espreite também: