sexta-feira, 13 de julho de 2018


Benfica 1 x 1 Setúbal - Jogo de duas caras

Benfica Gedson Fernandes
Gedson Fernandes demonstrou que está preparado para o desafio
Ao segundo jogo da temporada já deu para sentir o calor dos adeptos do Benfica. Uma autentica romaria pintou o Bonfim de vermelho e branco. Ambas as equipas tinham vencido o primeiro jogo do torneio, pelo que o vencedor deste jogo conquistaria o troféu Torneio do Sado. O empate também era suficiente para a vitória do Benfica no torneio.
Rui Vitória deu continuidade à base que tinha apresentado no jogo anterior promovendo alterações que parecem ir no sentido do onze titular mais expectável. Na baliza Odysseas entrou para o lugar de Svilar. Cervi ocupou a ala esquerda e Pizzi jogou descaído pela direita. Na frente de ataque aquela que se espera seja a dupla titular, Jonas e Ferreyra.

Suplentes: Svilar, Bruno Varela, André Ferreira, Alex Pinto, Ebuehi, Yuri Ribeiro, Lema, Lisandro, Samaris, Keaton, Alfa Semedo, Ola John, Willock, João Félix, Chiquinho, João Amaral, Heriberto e Castillo

Rasgadinho para a fase da época

Continua a curiosidade em ver as caras novas em ação. Odysseas na baliza apenas teve a primeira ocasião para se mostrar aos 40 minutos de jogo e correspondeu. Conti pareceu mais entrosado com Jardel. Gelson voltou a merecer a confiança do treinador e correspondeu, enchendo o campo. Ferreyra dá uma presença na área que há muito não tínhamos, apresentando argumentos fortíssimos no jogo aéreo.
O jogo teve uma intensidade bastante aceitável para uma fase tão precoce da temporada. Os jogadores do Setúbal entregaram-se ao jogo com bons índices de agressividade e o jogo ganhou com isso já que o Benfica começou a responder na mesma moeda e o jogo não caiu naquele ritmo mais pausado de pré-época.
Benfica Facundo Ferreyra
Ferreyra estreou-se a marcar com o Manto Sagrado
O domínio do Benfica foi em crescendo, apresentando boas combinações pela ala esquerda, enquanto que do lado contrário os movimentos interiores de Pizzi não eram devidamente compensados pela subida de André Almeida. O Benfica torna-se mais seguro com Pizzi nesta posição mas tal exige um lateral que dê mais profundidade. O golo acabou por surgir num cabeceamento de Ferreyra após uma excelente movimentação dentro da área.

Muitas mexidas a prejudicar

As várias alterações efetuadas no intervalo do jogo vieram quebrar a boa exibição do Benfica e até mesmo a qualidade do jogo. Principalmente a nível ofensivo faltaram as referências que ancorassem a entrada de tantos jogadores de tão tenra idade. Em termos defensivos a estabilidade foi mantida.
O jogo recomeçou praticamente com o golo do empate num lance confuso na área Benfiquista. Procurou o Benfica adiantar-se novamente no marcador mas a inspiração não era muita. Provavelmente esta segunda parte foi mais consequente com esta fase da pré-temporada, a primeira é que terá tido um ritmo e qualidade superior ao esperado.
Benfica Odysseas Vlachodimos
Estreia com pouco trabalho para Odysseas Vlachodimos
Individualmente não há muito a destacar entre os reforços nesta segunda parte. Ainda assim deu para ver a estreia absoluta de Ebuehi com a camisola do Benfica. O empate foi suficiente para conquistar o troféu, o que é sempre bom, independentemente da importância do mesmo.


Momento | Positivo | Negativo


O momento em que o Benfica nos escolhe
Intervalo: As muitas mexidas ao intervalo prejudicaram muito a qualidade do jogo. 
Prémio Pablo Aimar
Ferreyra: Um golo, precedido de uma excelente movimentação na área, que deixa água na boca.
Prémio Bruno Cortez
Cânticos: Ainda estamos na pré-época e já se ouvem os cânticos insultuosos contra o Benfica. Quando é que estas situações começam a ser devidamente punidas pela liga?


Aqui que ninguém nos ouve:
  • Bem mister, está na hora de começar a cortar as gordurinhas. Há muita gente que por uma razão ou por outra é demasiado óbvio que não pode fazer parte do plantel nesta temporada.
  • Por outro lado também é demasiado óbvio que continuam a faltar dois ou três reforços na verdadeira acepção da palavra. Ouviu presidente?
  • Aquele Semedo à fruta que distribui já deve ter trabalhado para um certo clube. Teve pelo menos cinco lances para cartão amarelo.
  • O Valdu Té do Setúbal tem algo de Neymar e não é a qualidade técnica.

Abraço


Sem comentários:

Enviar um comentário

Espreite também...

Benfica 3 - 2 Guimarães - Brilho e sofrimento