domingo, 13 de agosto de 2017

Futsal: impõe-se um regresso aos títulos

Dois anos sem ganhar são uma eternidade

Futsal Benfica foto no Estádio da Luz
A tradicional selfie no Estádio da Luz
O Futsal do Benfica sofreu uma verdadeira revolução para esta nova temporada. Foram vários os jogadores a abandonar o clube, seja por dispensa, por final de contrato ou por vontade do jogador, como foi caso de Elisandro. Registe-se ainda o caso de Gonçalo Alves que passou para os gabinetes.
Além dos atrás citados saíram ainda: Bebé, Cristian, Fernando Wilhelm, Jefferson, Ré, Alessandro Patias, Mário Freitas, Franklin e Tiago Fernandes.
A aposta para a nova época foi forte com a contratação dos internacionais portugueses André Coelho e Tiago Brito e de quatro jogadores de verdadeira craveira internacional: Diego Roncaglio, Robinho, Deives Moraes e Raúl Campos. Da época passada transitam Cristiano, Fábio Cecílio, Chaguinha, Bruno Coelho, Rafael Henmi e Miguel Ângelo. Das camadas jovens foram promovidos André Correia, Afonso Jesus e Jacaré. A registar ainda o regresso de Bruno Pinto.
Bruno Coelho tem a difícil tarefa de substituir Gonçalo Alves ao herdar a braçadeira de capitão. Que seja um longo "reinado". 

Só há uma alternativa: Vencer!!!

À frente deste luxuoso plantel mantém-se Joel Rocha, coadjuvado por Mário Silva e Dymayer da Silva.
Plantel do Futsal do Benfica
Plantel do Futsal do Benfica
Joel tem pela frente o desafio de se reinventar e dar um novo fôlego a uma modalidade habituada a ganhar, sendo a única equipa portuguesa com UEFA Futsal Cup no palmarés. Após uma estreia de sonho em 2014/15, seguiram-se duas épocas menos positivas que importa deixar definitivamente para trás.
O facto do Benfica não participar na UEFA Futsal Cup desta época, algo que se lamenta, deve servir para reforçar o foco nas competições nacionais, sendo imperioso a conquista do campeonato nacional.
#naomefodas mode on
Fdx Joel, não podemos viver à sombra de êxitos passados há que estar sempre nos limites, crl.
Esse balneário tem que estar na tua mão. Pisou o risco, fd-se, não dês abébias.
#naomefodas mode off
Em jeito de conclusão, consideramos que o treinador tem à sua disposição um excelente plantel com alguns dos melhores jogadores nacionais; um conjunto de estrangeiros de valor acima da média; e jovens promessas que podem ser boas surpresas, como Afonso Jesus ou Jacaré.

Declaraçoes:

Robinho: “Para mim tem sido uma experiência muito agradável estar dentro do Clube. A convivência é muito boa. Desde que sou jogador de futsal, o Benfica tem sido um dos clubes com maior estrutura que tenho visto. Tem sido bastante agradável estar aqui, o ambiente é super agradável. Tem sido de maneira totalmente adequada, bem melhor do que eu imaginava”
Reforços para a temporada 2017/18
Reforços para a temporada 2017/18
Raul Campos: “As primeiras impressões são muito boas. Cheguei a um dos maiores clubes do Mundo e estar aqui, pode vestir esta camisola, desfrutar destas instalações e desta massa adepta, é um luxo, um orgulho”
Diego Roncaglio: “O estágio está a correr dentro do esperado, tudo muito bem planeado pela secção do Benfica e pela equipa técnica. Os jogadores estão-se a esforçar ao máximo nesta pré-época para chegar nas competições e dar o seu melhor.”
Bruno Pinto: “Estou muito feliz de estar aqui novamente, a dar o meu melhor, em conjunto com a equipa. Amadureci muito, tive minutos de jogo, fiz as coisas que me pediram, essencialmente e globalmente tive a um nível positivo e se calhar foram esses os motivos do meu regresso”

5 comentários:

  1. Um ano de transição e que seja para ganhar. Depois, bem depois, é altura de fazer regressar Ricardinho (deixem lá o bla, bla, do salário, pois temos por aí - modalidades amadoras incluidas - muita gente bem paga e sem a qualidade deste) e atacar o título europeu.

    ResponderEliminar
  2. Dinheiro mal gasto só se pode fazer no futebol de 11.
    Dois milhões aqui, três ali, um acolá, nem chegam a vestir o Manto e vão logo parar aos Rios Aves deste mundo!
    Quanto pode custar na realidade o Ricardinho?
    E quanto custa armar uma equipa à sua volta para atingir patamares muito altos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho que está na altura de ter um golpe de asa dessa natureza.
      Este ano, mesmo que quiséssemos devia ser impossível, já que não estou a ver o Ricardinho a abdicar de jogar a UEFA Futsal CUP.
      Abraço

      Eliminar
  3. Armar uma equipa à volta de Ricardinho? Custa um Taarabt.

    ResponderEliminar

Também pode ler: