terça-feira, 13 de junho de 2017

O Papa, os Padres e o Sacristão

Ironic mode on

Padres do Benfica em acção
Padres do Benfica em acção
Hoje é um dia muito triste para mim.

Benfiquista desde que nasci, ou nove meses antes disso, sinto-me hoje completamente desiludido com o nosso companheiro Pedro Guerra.

Pedro Guerra conseguiu com que o Benfica pudesse confiar em oito árbitros, ou na gíria atual, oito padres.

Pedro, Pedro, então e os outros vinte e muitos!?!? Deixaste que continuassem sob a mão sempre amiga e aconselhadora do Papa.

Pedro, Pedro, com todo esse poder ainda não conseguiste que nenhum dos teus padres chegassem a internacionais!?!?

Pedro, Pedro, então o sistema que tanto controlas deixou descer de divisão dois dos famosos padres. Curiosamente dois padres que aparentemente não beijaram a mão ao Papa.

Pedro, como pudeste permitir que o Adão escreva a seguinte barbaridade: "Dizem os grandes sábios dos painéis que algo está a mudar. O porto já não manda mas... ainda não compreendem onde está o poder. O poder está no trabalho dia a dia, na busca da verdade e da seriedade e isso faz a diferença."

Como podes compactuar com alguém que defende o trabalho, a verdade ou a seriedade!?!?

Pedro, e esta tua frase: "Se a minha postura e opiniões puderem contribuir, nem que seja de forma pífia, para um clima de paz e harmonia, acho que é este o caminho a seguir."

Estás maluco ou quê!?!? Paz e harmonia é com os dragartos.

É como te digo Pedro, estou muito desiludido contigo.

Ou promoves os oito padres a internacionais, revertes a descida de divisão dos dois padres citados, arregimentas os outros vinte e muitos padres para que o Benfica possa confiar neles e deixas de usar expressões como trabalho, verdade, seriedade, paz e harmonia, ou então considero-te um caso perdido e vou pedir uma AG para te expulsar de sócio do Glorioso.

Abraço Vermelho

Sem comentários:

Enviar um comentário

Também pode ler: